Kelly Lima

Jesuíta Barbosa e Bruna Marquezine falam sobre cenas fortes em “Nada Será Como Antes”

Na minissérie, o ator matou a personagem da colega de elenco pouco tempo depois de protagonizarem uma ardente cena de sexo

Jesuíta Barbosa e Bruna Marquezine falam sobre cenas fortes em “Nada Será Como Antes”
Bruna Marquezine e Jesuíta Barbosa nos bastidores da série Nada Será Como Antes Foto: Reprodução

Nada Será Como Antes” está chegando aos seus momentos finais e a cada capítulo uma surpresa diferente. Na última terça-feira, 12, a minissérie trouxe ao público cenas de tirar o fôlego. Bruna Marquezine e Jesuíta Barbosa foram os responsáveis por protagonizarem as cenas mais quentes e surpreendentes da trama. O público assistiu atônito o casal ter uma tórrida noite de amor, além de acompanhar o momento em que o personagem do ator matou Beatriz, papel da musa, com um tiro. Ambos concederam entrevistas e comentaram sobre o assunto, que foi um dos mais badalados da semana.

O artista deu seu depoimento ao “EGO” e falou como lida com as gravações de momentos tão intensos quanto as que foram exibidos no penúltimo capítulo do seriado exibido pela Rede Globo. Segundo ele, não há necessidade de pudores durante as filmagens: “Por que nervosismo? Eu respeito meu corpo assim como o de quem divide a cena comigo. Estamos ali em função de um resultado bem maior que o ego inflado de qualquer pudor”. Para o ator, a arte ultrapassa os “padrões criados pela sociedade” e por isso não há tempo para se perder com decoro, se referindo ao momento em que precisou contracenar com Bruna cenas de sexo.

Na minissérie, Jesuíta deu vida a Davi, músico que se envolveu com a dançarina/atriz e no fim acabou por assassina-la. “Cenas com gasto excessivo de energia deixam o corpo cansado. Mas temos de ignorar a cena depois que ela termina para conseguir praticar o desapego. Depois de filmada, a cena não pertence mais ao ator”, afirmou ao “EGO”. Bruna Marquezine também concedeu entrevista, mas ao “Gshow”, ela falou sobre a emoção de ter interpretado uma personagem tão intensa, além de descrever os últimos momentos de Beatriz na trama.  

“Eu já sabia do fim da Beatriz desde o início da série. Foi muito emocionante, impactante, uma experiência muito forte. Eu me envolvi muito com ela e fiquei muito emocionada na cena. Mesmo quando não estava gravando eu não saí do personagem. Foi uma entrega muito grande, um dia bem marcante e muito difícil me despedir dela. Foi sofrido”, revelou. “Essa morte, de alguma forma explica a intensidade da Beatriz, o porquê dela ser tão verdadeira, a forma dela viver e querer experimentar de tudo”, afirmou a bela.

Essa foi a primeira vez que a muda atuou em uma experiência de morte. A participação dela como um todo em “Nada Será Como Antes” foi uma grande surpresa. Sempre vista como uma atriz para papéis de mocinha boazinha, ela se viu enfrentando um grande desafio ao interpretar uma mulher independente, ousada, sensual. De longe o papel mais desafiador da carreira da jovem, que conseguiu finalizar com sucesso. Quanto a Jesuíta, o artista já está mais do que acostumado com personagens diferentes e complexos. Também não deixou a desejar. Quanto a você, meu caro leitor, não perca o capítulo final da minissérie e saiba mais informações acessando o Diário 24 Horas.

  • compartilhar no facebook
  • compartilhar no google plus
Comentários