Jornal britânico detona "Sonic" e diz que Jim Carrey salva o filme do fiasco

The Guardian afirma que Carrey é bom demais para o longa
The Guardian afirma que Carrey é bom demais para o longa

"Sonic: O Filme" acaba de estrear nos cinemas, e divide opiniões entre a crítica especializada e espectadores comuns. O jornal britânico "The Guardian", por exemplo, detonou o longa em resenha publicada online, atribuindo a Jim Carrey o título de salvador da pátria, pela sua atuação altamente performática e cheia de expressões exageradas condizentes com a proposta do filme e com seu personagem, Dr. Robotnik, vilão do protagonista. 

"Se este filme tem uma carta na manga, é Jim Carrey, interpretando o inventor patrocinado pelo governo Doutor Robotnik. Carrey dá a seu vilão dos desenhos animados o tratamento completo: olhos esvoaçantes, bigode giratório, complexo de superioridade murcho e movimentos tão exagerados 'baleticamente' que quase chegam à dança interpretativa. Ele é muito mais animado que o Sonic. E bom demais para o filme", diz o único parágrafo da crítica do The Guardian em que podem ser vistos comentários positivos sobre o filme. 

Antes disso, o site chega a comparar o lançamento com "Pokémon: Detetive Pikachu", dando mérito a Ryan Reynolds no filme de 2019, pela sua narrativa envolvente e energizante, considerada pelo redator uma inspiração direta e praticamente copiada por Ben Schwartz, o intérprete de Sonic, que por sinal gerou polêmicas à época do primeiro trailer, por causa da qualidade contestável da animação, fato que levou os estúdios a realizarem modificações, até chegar ao resultado atual dos cinemas. 

Apesar da detonação explícita do "The Guardian", o filme conta com avaliação razoável no Rotten Tomatoes, totalizando 68% de aprovação. Em contrapartida, no Metacritic a média cai para 45, com seis críticas positivas, 13 "medianas" e 5 negativas até o fechamento desta matéria.

Com direção de Jeff Fowler, "Sonic: O Filme" também conta com a participação de James Marsden, Neal McDonough e Natasha Rothwell, e não deve ser descartado da lista de possibilidades no cinema, sobretudo pelo potencial de animar o público mais novo, um dos grandes focos da produção, que no Brasil possui 90% das sessões dubladas. 

Assista o trailer de "Sonic: O Filme":

Comentários

Leia também