Renato Aragão deixa a Globo após 44 anos em clima amistoso: "Não tenho nada de ruim para falar"

Renato estava na emissora desde os anos 70, quando alcançou a fama com o grupo humorístico 'Os Trapalhões'.
Renato estava na emissora desde os anos 70, quando alcançou a fama com o grupo humorístico 'Os Trapalhões'.
PorCarol Souza30/06/2020 13h45

Nesta terça-feira (30) os fãs de Renato Aragão, intérprete do inesquecível Didi Mocó, foram pegos de surpresa com a notícia de que, após 44 anos de contrato com a Rede Globo, o humorista de 85 anos não fará mais parte do quadro de funcionários da empresa.

De acordo com informações, a própria Rede Globo informou Renato sobre a não renovação do contrato, o que foi confirmado pelo humorista ao jornalista Maurício Stycer.

Vale lembrar que desde 2013 Renato não figura em nenhum programa, mas fazendo parte do elenco fixo da emissora, tinha um salário que chegava a R$ 400 mil. Recentemente, a Globo vem fazendo cortes em seu quadro de funcionários, já tendo dispensado nomes como Zeca Camargo, Aguinaldo Silva, Vera Fischer, Miguel Falabella e Stênio Garcia.

Apesar da demissão, Renato diz que não carrega nenhum tipo de reclamações sobre a Rede Globo. Em entrevista ao portal UOL nesta manhã, comentou sobre sua carreira na emissora e disse que olhando para o passado, se sente muito feliz com o que conquistou.

"Primeiro, 'Os Trapalhões'. São 20 anos de sucesso contínuo. Criei o 'Criança Esperança', que também foi uma maravilha. Depois a 'Turma do Didi'. Fiz muita coisa, tive muita alegria na TV Globo, não tenho nada de ruim para falar. Estou muito feliz com ela", afirmou.

Questionado sobre uma possível aposentadoria, Renato disse que não pretende parar, mas que vê agora uma nova oportunidade. "Para mim, ampliou meus projetos. Você não sabe como eu estou gostando. É uma nova etapa. Não paro nunca, sempre trabalhando. Eu me considero meio máquina, meio humano".

Ainda sobre o fim do contrato, Renato pontuou que tem projetos paralelos em outros canais pertencentes ao grupo Globo, e que nestes, deve continuar. "Nós chegamos a um acordo. Contrato é uma coisa simbólica. Continuo trabalhando na Rede Globo por projetos pontuais e faço projetos em outras plataformas. É a oportunidade de fazer também em outro lugar".

Perguntado sobre estes projetos, Renato disse que tem na Netflix e na Amazon, alguns dos seus focos. "Não posso falar porque são coisas em negociação".

De acordo com informações do portal R7, além de Renato, mais alguns veteranos de casa da Rede Globo podem ser dispensados em breve. Apesar de nada ainda ter sido confirmado, cogitam-se que nomes como Cid Moreira, Tarcísio Meira, Gloria Menezes também podem ter sua vitalidade na empresa abreviada.

+Globo

Comentários

Sobre o autorCarol Souza
Amante do cinema, dos livros e apaixonadíssima pelo bom e velho rock n'roll. Amo escrever e escrevo sobre o que amo. Ativista da causa feminista e bebedora de café profissional. Instagram: @barbooosa.carol