Caso George Floyd: Policial envolvido no assassinato paga fiança e é está em liberdade

Dos 4 policiais envolvidos no crime, apenas Derek Chauvin segue preso.
Dos 4 policiais envolvidos no crime, apenas Derek Chauvin segue preso.
PorBruna Pinheiro05/07/2020 13h07

De acordo com a imprensa local de Minneapolis, um dos policiais envolvidos na morte de George Floyd, pagou fiança e foi solto. Floyd era um ex-segurança e foi morto durante uma batida policial que desencadeou uma série de manifestações contra o racismo.

Segundo o jornal local 'Star Tribune', Tou Thao, de 34 anos, pagou fiança de US$ 750 mil e foi libertado. Ele havia sido preso sob fiança de US$ 1 milhão para aguardar em liberdade até o julgamento ou US$ 750.000 para aguardar o julgamento sob condicional.

O ex-oficial Tou Thao, no vídeo gravado na Avenida Chicago durante o assassinato de George Floyd.
O ex-oficial Tou Thao, no vídeo gravado na Avenida Chicago durante o assassinato de George Floyd.
O ex-oficial Tou Thao, no vídeo gravado na Avenida Chicago durante o assassinato de George Floyd.

Thao é o terceiro policial envolvido na ação que foi solto, até o momento, dos 4 agentes envolvidos na morte do homem, apenas Derek Chauvin, o policial que colocou o ajoelho no pescoço da vítima, segue preso. Chauvin é acusado de assassinato em segundo grau, terceiro assassinato em grau e homicídio culposo com negligência culposa. Chauvin está sob custódia na prisão de Oak Park Heights sob fiança de US$ 1,25 milhão.

Os quatro foram expulsos da corporação. O ex-oficiais J. Alexander Kueng e Thomas Lane, enfrentam os mesmos processos de Thao, e foram libertados sob fiança anteriormente. Os três libertos são acusados de auxílio não intencional e cumplicidade em assassinato em segundo grau, além de auxílio e cumplicidade de homicídio culposo.

O procurador-geral de Minnesota, Keith Ellison, atualizou as acusações contra todos os quatro no início de junho. A morte de Floyd desencadeou semanas de protestos, alguns deles violentos, em Minneapolis e em todo o país e mundo.

Apesar do pagamento da fiança, Tou deverá se apresentar à justiça às 9h da manhã de 11 de setembro, para dar continuidade ao processo.

+George Floyd

Sobre o autorBruna Pinheiro
Internacionalista. Escrevo hoje sobre política, economia, filmes e séries. Adoro viajar e comer (não necessariamente nessa ordem). Segue lá @bpinheiro1