Martin Scorsese dirige documentário sobre David Johansen, vocalista do New York Dolls

A produção narrará a vida do icônico líder da banda de glam rock.
A produção narrará a vida do icônico líder da banda de glam rock.
PorCarol Souza08/07/2020 12h43

Para seu próximo projeto cinematográfico, Martin Scorsese está escalado para dirigir uma produção sobre a vida de um dos mais icônicos líderes da cena do rock da cidade de Nova York.

Nesta semana, a Showtime Documentary Films anunciou que o lendário cineasta estará dirigindo um novo documentário sobre David Johansen, vocalista do New York Dolls.

De acordo com sua sinopse oficial, o filme ainda sem título seguirá toda a vida e carreira de Johansen: crescendo em Staten Island, seu tempo no bairro de East Village em Nova York em meados da década de 1960 e, é claro, à frente da lendária banda New York Dolls.

No entanto, o filme também explorará os anos pós-Dolls de Johansen; tanto a música lounge dos anos 80 que ele fez sob o pseudônimo de Buster Poindexter, quanto os discos de blues que ele fez como David Johansen and Harry Smiths no início dos anos 2000.

Scorsese dirigirá o projeto ao lado do colaborador frequente David Tedeschi, enquanto sua empresa Scorsese and Sikelia Productions o produzirão ao lado de Ron Howard, Brian Grazer e Imagine Documentaries. Em um comunicado, Scorsese disse que não só conhece Johansen há décadas, mas que sua música é um "porto seguro" desde que ele começou a ouvir discos do New York Dolls durante a produção de seu filme de 1973, "Mean Streets".

"Então, e agora, a música de David captura a energia e a emoção da cidade de Nova York", comentou Scorsese, ele próprio um orgulhoso nativo da Big Apple. "Eu o vejo sempre se apresentando e, ao longo dos anos, conheci a profundidade de suas inspirações musicais. Depois de assistir seu show no ano passado no Café Carlyle, eu sabia que tinha que filmar porque era muito extraordinário ver a evolução de sua vida e seu talento musical em um ambiente tão íntimo. Para mim, o show capturou o verdadeiro potencial emocional de uma experiência musical ao vivo".

Scorsese é, obviamente, versado na captura de artistas e épocas mais proeminentes da música para a tela. O veterano de 77 anos de Hollywood recontou a cena rock dos anos 70 de Nova York na série "HBO Vinyl", destacou a The Band em 'The Last Waltz" de 1978 e lançou recentemente "Rolling Thunder Revue: A Bob Dylan Story".

Assim como Johansen, de 70 anos, Scorsese não mostra sinais de desaceleração desde sua obra de 2019, "The Irishman". Em maio passado, a Apple conseguiu seu último drama criminal, "Killers of the Flower Moon", que conta com as principais estrelas de Scorsese, Robert De Niro e Leonardo DiCaprio. O famoso diretor também fez um novo curta-metragem em isolamento, que explora a ideia de lockdown através de uma lente histórica. 

+Documentário

Sobre o autorCarol Souza
Amante do cinema, dos livros e apaixonadíssima pelo bom e velho rock n'roll. Amo escrever e escrevo sobre o que amo. Ativista da causa feminista e bebedora de café profissional. Instagram: @barbooosa.carol