Diário 24 Horas

Sony remove Cyberpunk 2077 da PlayStation Store e promete reembolso

Os relatos de bugs motivaram a Sony a optar pela retirada do jogo da loja oficial
Os relatos de bugs motivaram a Sony a optar pela retirada do jogo da loja oficial
PorMarcos Henderson

A Sony removeu Cyberpunk 2077 da PlayStation Store e emitirá reembolso total para qualquer pessoa que comprou o jogo digitalmente através da loja. A mudança segue uma semana de frustração para os usuários que estão experimentando um desempenho extremamente fraco do título na versão para PS4, onde foram relatados incontáveis bugs, problemas de renderização, entre outros defeitos graves. 

"A Sony Interactive Entertainment se esforça para garantir um alto nível de satisfação do cliente, portanto, começaremos a oferecer um reembolso total para todos os jogadores que compraram Cyberpunk 2077 através da PlayStation Store", escreveu a Sony. "A SIE também irá remover Cyberpunk 2077 da PlayStation Store até novo aviso."

Cyberpunk 2077 estreou com relatos frustrantes dos usuários de PS4 e Xbox One. "Não é que ele tenha sido construído com certas limitações de hardware em mente, mas que foi aparentemente construído sem essas limitações em mente e então moldado em uma forma que poderia realmente funcionar - a resolução diminuiu e o mundo ficou despovoado", escreveu Tyler Wilde, do portal PC Gamer, ao comentar as versões da geração que ficou para trás com a chegada do PS5 e Xbox Series X. 

Após o lançamento instável do jogo para o console, a CD Projekt Red emitiu um comunicado prometendo novas melhorias de desempenho, ao mesmo tempo que aconselhou os jogadores a utilizarem o sistema de reembolso da PSN ou Xbox. O problema é que, até agora, o sistema de reembolso da Sony não funcionava tão facilmente: alguns clientes relataram ter seus pedidos negados pela Sony, enquanto outros tiveram sucesso.

Seja qual for o caso, você tem total direito de exigir o reembolso, caso não tenha gostado da experiência do jogo. Até o momento, não há confirmação de retirada do jogo da loja da Microsoft, mas espera-se que a companhia ofereça alguns detalhes da situação em breve, sobretudo porque as reclamações continuam ativas. 

+Jogo

Sobre o autorMarcos Henderson
Publicitário, músico e, aqui, escrevo sobre o que as diferentes culturas têm a nos dizer. Como artista, celebro a força da arte e conto histórias do entretenimento. Twitter: @marhoscenderson