Indicado ao Oscar, "Democracia em Vertigem" exibe crise política brasileira

Cena do documentário "Democracia em Vertigem", disponível na Netflix
Cena do documentário "Democracia em Vertigem", disponível na Netflix
Por Marcos Henderson

"Democracia em Vertigem" acaba de conquistar um feito que não apenas enche de orgulho a nação brasileira apaixonada por cinema, mas também simboliza o caminho de valorização da verdade, sobretudo no que diz respeito à política. O longa-metragem, disponível na Netflix, foi indicado na categoria "Melhor Documentário", e concorre com "Indústria Americana", "The Cave" "Honeyland e "Síria For Sama". Confira a lista completa de indicados ao Oscar 2020.

Dirigido por Petra Costa, "Democracia em Vertigem" narra conturbados eventos políticos brasileiros, iniciando a narrativa em torno das manifestações contra o aumento da passagem de ônibus, em 2013, percorrendo até a fase em que iniciou-se o processo de impeachment de Dilma Rousseff, entre as pressões que ex-presidenta recebia de seus incontáveis e brutais adversários dentro do congresso e a insatisfação popular em época de crise, até chegar à eleição de Jair Bolsonaro, em 2018, em meio ao escândalo envolvendo a prisão de Lula. 

Na obra, Petra Costa consegue mostrar que há décadas já se arquitetava um novo golpe no país, e os motivos que, de fato, teriam levado ao impeachment de Dilma, são muito maiores do que milhões de brasileiros estão dispostos a entender. Após assistir ao documentário, não é difícil compreender os porquês do atual cenário político no Brasil, e ainda é possível ir além, com o tamanho das instigações provocadas pela narrativa, que mescla momentos de esperança com a decepção generalizada de quem não esperava pela prisão, sem provas, de um ex-metalúrgico, ou pelo impeachment da primeira mulher a presidir o Brasil. 

Aos 36 anos, Petra Costa não escondeu a emoção nas redes sociais, após conferir o nome de sua obra na lista de indicados ao Oscar 2020. No Twitter, a mineira aproveitou para agradecer pelo reconhecimento e diz sentir-se honrada por estar ao lado de outras obras incríveis. "Viva o cinema brasileiro", exclamou a cineasta em sua conta, da mesma forma que Lula, também empolgado com o feito na rede social. 

Participe
3
0
0