Facebook, Google e outras grandes empresas se unem contra a propagação de fake news sobre coronavírus

A união entre as grandes empresas de tecnologia visa combater a desinformação
A união entre as grandes empresas de tecnologia visa combater a desinformação

Esforços de todas as pessoas, empresas e governos estão sendo feitos para diminuir os impactos do novo coronavírus (COVID-19) na sociedade, tanto em termos de saúde quanto econômicos. Pensando nisso, os grandes grupos internacionais Facebook, Google, Twitter, Reddit e Microsoft se uniram para combater a propagação de fake news.

Combater as notícias falsas é fundamental para garantir a segurança das pessoas do atual coronavírus. Um comunicado, abordando a importância de manter as pessoas e as plataformas em segurança, foi assinado em conjunto pelas empresas e divulgado à imprensa nesta segunda-feira (16), veja:

"Estamos ajudando milhões de pessoas a permanecerem conectadas e, ao mesmo tempo que combatemos fraudes e informações falsas sobre o vírus, elevamos o conteúdo autorizado em nossas plataformas e compartilhamos atualizações essenciais em coordenação com agências de saúde governamentais em todo o mundo".

Outras empresas dos grupos listados, como o LinkedIn, da Microsoft, e o Youtube, do Google, também entraram na ação. Várias medidas estão incluídas nas atividades das empresas, como a checagem de fontes mais confiáveis, destacando informações do Ministério da Saúde no Brasil e verificação de fatos por parte de agências independentes.

O Google, da empresa Alphabet, também anunciou que irá criar uma equipe de emergência, focada 24 horas por dia, para remover desinformações dos seus resultados de buscas e também do Youtube. Os vídeos sobre a temática estão, em sua maioria, desmonetizados para não recompensar notícias falsas.

Comentários

Leia também