Epic Games é mundialmente massacrada após banir Zenon do Fortnite; Veja a mobilização

O Gamer brasileiro de 9 anos chorou ao receber mensagem de banimento e comoveu o mundo inteiro.
O Gamer brasileiro de 9 anos chorou ao receber mensagem de banimento e comoveu o mundo inteiro.

Uma cena inusitada revoltou jogadores amadores e profissionais do mundo inteiro na última segunda-feira (4). Zenon, de 9 anos, é um jogador conhecido pelas incríveis habilidades no Fortnite e possui parceria com a Detona Gaming, além de patrocinadores de peso, como a Razer e a NVIDIA, mas foi surpreendido com o banimento de 1460 dias no jogo enquanto se divertia ao lado do pai no modo Arena, que segundo as regras da Epic Games, não é permitido para menores de 13 anos. Confira a reação de pai e filho ao banimento:

A empresa seguiu à risca as determinações contratuais mas não contava com uma incrível mobilização a favor do encerramento do banimento para o jogador brasileiro, que além de estar acompanhado de um responsável durante a partida, é um fenômeno reconhecido internacionalmente. Pro-players entraram na briga e deram início a um massacre mundial direcionado à Epic Games, que até o fechamento desta matéria não se pronunciou sobre o ocorrido. 

Tyler "Ninja", um dos gamers mais populares a nível internacional, se manifestou sobre o assunto em sua conta no Twitter a aproveitou para dizer que não há respaldo argumentativo no banimento, sobretudo porque se tratava de uma partida casual, e não um modo competitivo. Rafael Knittel também saiu em defesa de Zenon: "ele é literalmente o talento e futuro da geração dele no esporte. Não deixem o sonho dele ser destruído". Veja um resumo da mobilização:

Comentários

Games

Mais Tecnologia