Lori Loughlin, de "Três é Demais", será condenada a 2 meses de prisão por fraude e suborno

Atriz irá admitir culpa como parte de acordo para garantir pena mais branda.
Atriz irá admitir culpa como parte de acordo para garantir pena mais branda.

O escândalo envolvendo Lori Loughlin e seu marido, Mossimo Giannulli, chegará a uma conclusão, já que a atriz entrou em acordo para garantir uma condenação branda de 2 meses de prisão para ela, e 5 meses para ele, com uma condição: a declaração de culpa.

O casal é acusado de pagar US$ 500 mil para garantir a admissão das filhas na Universidade do Sul da Califórnia, em esquema de fraude que também utilizava perfis esportivos falsificados para elevar a avaliação técnica das jovens.

Eles estavam entre as dezenas de pais envolvidos na investigação do consultor de admissões Rick Singer, que admitiu ter subornado treinadores esportivos para obter acesso aos filhos de seus clientes através do que ele chamou de "porta lateral". Ele também contratou advogados e participantes para ajudar seus clientes a trapacear no exame SAT, exame educacional aplicado aos estudantes do ensino médio nos Estados Unidos, funcionando como critério para avaliar a possibilidade de admissão dos alunos nas universidades.

A investigação, apelidada de "Operação Varsity Blues", também rendeu condenação à atriz Felicity Huffman, indicada ao Oscar de Melhor Atriz pelo papel de Sabrina Osbourne em "Transamerica" (2005) e amplamente conhecida pelo papel de Lynette Scavo em Desperate Housewives. Huffman passou 11 dias em uma instalação federal em Dublin, Califórnia, no outono passado, após admitir o pagamento de US$ 15 mil para aumentar a pontuação da filha no SAT.

Espera-se que Loughlin e Giannulli apresentem seus argumentos definitivos e a declaração de culpa em audiência programada para a próxima sexta-feira (22) através de videoconferência. O casal representou o maior destaque da operação, mantendo o discurso de inocência por mais tempo do que se esperava, também argumentando contra a suposta "má conduta do governo" e apontando uma "doação legítima" à universidade, e não um suborno, em ação de defesa que chegou a virar piada nas redes sociais. 

Comentários

Prisão

Mais Tv e Celebridades