My Chemical Romance, The Darkness, e membros do Gogol Bordello apresentam versão de Ramones em campanha beneficente

A versão em quarentena de 'I Believe in Miracles' visa a arrecadação de fundos para instituições à frente da luta contra o COVID-19.
A versão em quarentena de 'I Believe in Miracles' visa a arrecadação de fundos para instituições à frente da luta contra o COVID-19.
PorCarol Souza22/05/2020 20h43

Membros do My Chemical Romance, The Darkness, Gogol Bordello e mais se uniram para uma versão socialmente distante do clássico dos Ramones, "I Believe in Miracles", para arrecadar fundos para instituições à frente da luta contra o COVID-19.

A performance foi organizada pelo guitarrista do Gogol Bordello, Boris Pelekh, e apresenta seu colega de banda Eugene Hutz como um dos vocalistas. Também estão cantando Justin Hawkins (The Darkness), Walter Schreifels (Quicksand), Tom Higgenson (Plain White T’s), Brett Anderson (The Donnas) e Frank Turner.

O coletivo, batizado de #rockforhopeproject, é finalizado por Pelekh, o guitarrista Frank Iero (My Chemical Romance), o baterista Michael Miley (Rival Sons), o baixista Roy Mitchell-Cárdenas (MuteMath) e o baixista Nathen Maxwell (Flogging Molly).

Junto com o vídeo da apresentação, que estreou hoje, 22 de maio, no YouTube, foi criada uma página do GoFundMe para arrecadar dinheiro para a organização sem fins lucrativos Partners in Health.

Uma descrição na página GoFundMe diz: "Nós somos #rockforhopeproject. Somos membros de diferentes grupos populares de rock que se uniram para fazer música para ajudar a angariar fundos para necessidades globais específicas. Para este levantamento de fundos específico, colaboramos em nossas casas durante o distanciamento social do Covid-19. Ao enviar nossas gravações e vídeos, compilamos uma gravação e um vídeo de uma música dos Ramones chamada 'I Believe in Miracles'. Essa é uma música punk-rock muito especial e esperamos que traga positividade para a vida das pessoas neste momento difícil. Também estamos arrecadando fundos para a instituição de caridade Partners In Health COVID-19. Nosso lema é simples: assista ao nosso vídeo. Se você gostar, faça uma doação. Se você não estiver em condições de doar, compartilhe com alguém que esteja".

Em um comunicado à imprensa, Pelekh comentou: "O Rock for Hope foi inspirado por minha mãe, com cerca de sessenta anos, e uma enfermeira do New York Presbyterian, em Queens. Seu hospital se tornou um ponto central da pandemia na cidade de Nova York e sua unidade foi redirecionada para pacientes com COVID-19".

E acrescenta: "A situação estava ficando mais sombria a cada dia, então ficou muito difícil se isolar em casa e não tentar ajudar de alguma forma. Decidi reunir um monte de amigos de outras bandas para se unirem virtualmente e estabelecer uma música esperançosa de punk rock".

Assista a versão do estrelado coletivo de músicos de "I Believe in Miracles" dos Ramones abaixo:

Gostei
Haha
Triste
Detestei
Amei
Aff
Gostei
Comentar

+Rock

Sobre o autorCarol Souza
Amante do cinema, dos livros e apaixonadíssima pelo bom e velho rock n'roll. Amo escrever e escrevo sobre o que amo. Ativista da causa feminista e bebedora de café profissional. Instagram: @barbooosa.carol