Página "People are Awesome" é alvo de ataques homofóbicos

Os ataques iniciaram após a mudança da foto do perfil da página no Facebook
Os ataques iniciaram após a mudança da foto do perfil da página no Facebook
PorBruna Pinheiro18/06/2020 23h34

A página no Facebook "People are Awesome" é famosa por compartilhar vídeos que seus seguidores enviam, ou como sua própria história relata, por compartilhar "Vídeos incríveis de pessoas comuns fazendo coisas extraordinárias!". Com o foco voltado especialmente para os esportes, a página mudou hoje (18) sua foto do perfil, em alusão ao mês do Orgulho LGBT+ e, possivelmente, com o fundo preto em referência ao movimento antirracismo, mas sofreu centenas de ataques homofóbicos.

Em sua própria definição, "A 'People Are Awesome' é dedicado àqueles que prosperam em ultrapassar os limites do esforço humano e alcançar o aparentemente impossível. Apresentamos vídeos que comemoram a capacidade física humana, ambição e engenhosidade e destacamos os criadores de vídeo mais talentosos do mundo, oferecendo a eles uma plataforma a ser vista". Assim, busca celebrar as pessoas, sem se referir a qual tipo de corpo ou orientação.

Postagem da página com série de ataques homofóbicos
Postagem da página com série de ataques homofóbicos
Postagem da página com série de ataques homofóbicos
Alguns seguidores fizeram comentários como: 'Vocês deveriam respeitar as outras pessoas que recusam isso. Dislike na página!'
Alguns seguidores fizeram comentários como: 'Vocês deveriam respeitar as outras pessoas que recusam isso. Dislike na página!'
Alguns seguidores fizeram comentários como: 'Vocês deveriam respeitar as outras pessoas que recusam isso. Dislike na página!'

Infelizmente, a "People are Awesome" notou, através de suas próprias postagens, como em uma simples imagem é possível ver que "People can be Cruel". Na tentativa de se posicionar e celebrar a diversidade, a página possui mais de 24 milhões de seguidores e se destaca com frequência em canais de esporte, reconhecidas em todo o mundo pelos feitos de pessoas "comuns".

Notavelmente, as diferentes modalidade esportivas, tanto de maneira amadora quanto profissional, são locais altamente homofóbicos, machistas, discriminatórias como um todo, sendo marcados pela presença predominantemente masculina e como locais de expressão de sua masculinidade. Apesar disso, a página constantemente divulga vídeos de mulheres, pessoas com deficiência, crianças, entre outros, que praticam esportes e atuam com excelência.

Em um mês que marca a luta do movimento LGBT+ por igualdade de direitos e reconhecimento, os ataques permanecem e são exacerbados até mesmo nos menores símbolos, como a das letras da "AWESOME" com as cores da bandeira do movimento. A masculinidade se sente ameaçada em seu local idealizado - os esportes - até pelo mais simples gesto, evocando a necessidade de se voltar com palavras agressivas ou uma minimização da causa.

Para alguns seguidores, boa parte dos comentários e reações negativas da publicação foram de homens de origem de países do Oriente Médio, alegando questões religiosas para discordar do posicionamento da página. 

Apesar das centenas de ataques, a página renova suas crenças em seus vídeos e, principalmente, em seus seguidores, que apoiam e comentam contra as postagens homofóbicas, pois acreditam que "as pessoas são incríveis, independentemente de quem elas amam".

+Facebook

Comentários

Sobre o autorBruna Pinheiro
Internacionalista. Escrevo hoje sobre política, economia, filmes e séries. Adoro viajar e comer (não necessariamente nessa ordem). Segue lá @bpinheiro1