Donald Trump ataca a China novamente: "causou grandes danos aos EUA e ao mundo"

Presidente dos EUA mantém diálogo ofensivo e volta a acusar a China de espalhar a Covid-19
Presidente dos EUA mantém diálogo ofensivo e volta a acusar a China de espalhar a Covid-19
PorMarcos Henderson06/07/2020 12h35

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, utilizou sua conta no Twitter para disparar novos ataques contra a China nesta segunda-feira (6), afirmando que o país liderado por Xi Jinping "causou grandes danos aos EUA e ao restante do mundo. Recentemente, líderes mundiais dos Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, França e Austrália criticaram abertamente a lei de segurança nacional da China imposta a Hong Kong. 

No domingo (5), Trump afirmou que a China deveria ser totalmente responsabilizada por seu "sigilo, engano e encobrimento'' que teriam lhe permitido espalhar o coronavírus por todo o mundo, em mais um reforço da teoria conspiratória defendida por bolsonaristas no Brasil. "O sigilo, o engano e o encobrimento da China permitiram que ela se espalhasse por todo o mundo. 189 países e a China devem ser responsabilizados", disse ele, acusando Pequim de encobrir o surto da pandemia.

Trump expressou desapontamento com o tratamento dado pela China à pandemia de Covid-19 no passado. Em maio, ele alegou que foi a incompetência de Pequim que levou ao massacre em todo o mundo. A China, por sua vez, negou a alegação dos EUA de "encobrir" a extensão de seu surto de coronavírus e acusou o governo norte-americano de tentar desviar a atenção do público ao insinuar que o vírus se originou de um laboratório de virologia em Wuhan.

"A China foi o primeiro país a denunciar o Covid-19 à Organização Mundial da Saúde (OMS), e isso não significa que o vírus tenha se originado em Wuhan... Nunca houve ocultação e nunca permitiremos qualquer ocultação", disse em abril o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Zhao Lijian. O novo coronavírus, cujo marco zero foi identificado em Wuhan, em dezembro do ano passado, já matou mais de meio milhão de pessoas e infectou mais de 11 milhões ao redor do mundo. Os EUA aparecem no topo da lista de contágio, seguidos pelo Brasil, em segundo lugar, e Índia em terceiro.

+Trump

Sobre o autorMarcos Henderson
Publicitário, músico e, aqui, escrevo sobre o que as diferentes culturas têm a nos dizer. Como artista, celebro a força da arte e conto histórias do entretenimento. Twitter: @marhoscenderson