Elon Musk afirma estar desenvolvendo chip para audição de músicas diretamente no cérebro

'A empresa de startups Neuralink foi fundada para nos ajudar a acompanhar a inteligência artificial', declarou Musk.
'A empresa de startups Neuralink foi fundada para nos ajudar a acompanhar a inteligência artificial', declarou Musk.
PorCarol Souza22/07/2020 12h47

Fones de ouvido podem em breve ser uma coisa do passado, se Elon Musk conseguir alcançar seu mais novo objetivo. O CEO da SpaceX, Tesla e diversas outras empresas acredita que seu mais recente produto, um chip de implante cerebral, será capaz de transmitir música diretamente para o cérebro!

A Neuralink, uma startup recentemente fundada por Musk, vem desenvolvendo "interfaces cérebro-computador" com a intenção de "ajudar os humanos a acompanhar a inteligência artificial avançada". Como o TechCrunch explica, a ideia é "implantar fios finos como fios de arame" - supostamente mais finos que o cabelo humano - no cérebro de uma pessoa. Eles seriam conectados a um computador externo, mas o objetivo é um dia fazer a conexão entre esses dois de forma completamente sem fio.

Musk anunciou o Neuralink pela primeira vez no ano passado, incluindo detalhes sobre experimentos "bem-sucedidos" em ratos e macacos. Ele planeja revelar uma série de novas atualizações em 28 de agosto e, no período que antecede esse grande dia, segue divulgando novas informações no Twitter.

Foi na plataforma de mídia social que Musk confirmou seu ambicioso plano de transmitir música direto para as profundezas de nossos cérebros por meio de seu produto Neuralink. "Se implementarmos o neuralink - podemos ouvir música diretamente de nossos chips? Ótimo recurso", twittou o cientista da computação Austin Howard a Musk no último sábado (18). O CEO da Tesla e da SpaceX respondeu simplesmente: "Sim".

A ideia de ouvir música sem fios e dispositivos e acessórios extras parece legal, especialmente para aqueles de nós que pensavam que o mundo dos "Jetsons" já seria real em 2020.

Mas Musk ainda não elaborou exatamente como a tecnologia funcionaria, o que abre espaço para diversos questionamentos como: poderíamos ouvir uma música simplesmente pensando nela? Ou precisamos assinar um serviço de streaming? Nesse caso, estaríamos sujeitos a anúncios? Nesse caso, o que impediria alguém de invadir a tecnologia e entregar mensagens secretas codificadas? Nós precisaríamos estar conectados à Internet para ouvir música ou milhares de músicas seriam baixadas em nossos cérebros? Quanto mais você pensa sobre isso, mais absurda a premissa inteira soa.

Além da capacidade de transmitir música, Musk também afirma que o Neuralink poderá um dia ser capaz de curar problemas de saúde mental, como depressão e dependências. Ele também diz que o chip pode vir a permitir que pessoas paralisadas controlem os dispositivos.

+Elon Musk

Sobre o autorCarol Souza
Amante do cinema, dos livros e apaixonadíssima pelo bom e velho rock n'roll. Amo escrever e escrevo sobre o que amo. Ativista da causa feminista e bebedora de café profissional. Instagram: @barbooosa.carol