Petição exige que o YouTube mantenha legendas da comunidade

Recurso que permite a contribuição dos usuários para criação de legendas deixará de existir em setembro
Recurso que permite a contribuição dos usuários para criação de legendas deixará de existir em setembro
PorMarcos Henderson28/08/2020 16h15

Desde julho, vários usuários do YouTube no mundo inteiro demonstram descontentamento com a notícia de que a maior plataforma de vídeos do mundo removerá o recurso de legendas da comunidade a partir do dia 28 de setembro. Segundo a companhia, o motivo seria o baixo índice de utilização do recurso pelos criadores (menos de 1%). 

Nesta sexta-feira (28), milhares de brasileiros voltaram a se mobilizar sobre o assunto depois que a internauta Miriã Vitória dos Santos criou uma petição chamada "Deixa a Legenda Youtube", exigindo que o YouTube não desista do recurso, apresentando argumentos com base em dados sobre pessoas com deficiência auditiva e Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) no Brasil. 

"Gostaria de informar a Susan Wojcicki, CEO do Youtube, Inc desde de 5 de fevereiro de 2014, que somente no Brasil existem aproximadamente 10,7 milhões de pessoas com deficiência auditiva (Instituto Locomotiva, 2019); aproximadamente 2 milhões de adultos tenham TDAH, de acordo com a OMS e segundo o CDC hoje existe um caso de autismo a cada 110 pessoas. Ou seja, estima-se que o Brasil (que possuí 220 milhões de habitantes), cerca 2 milhões de pessoas tenham autismo", disse Miriã no texto disponibilizado na página da petição, hospedada no site change.org. 

Centenas de pessoas já assinaram a petição disponível no site change.org
Centenas de pessoas já assinaram a petição disponível no site change.org
Centenas de pessoas já assinaram a petição disponível no site change.org

Milhares de publicações levaram o assunto para os trending topics do Twitter nesta sexta, com a hashtag "DeixaLegendaYoutube", e continuam movimentando ativamente a plataforma, incluindo relatos de pessoas com deficiência auditiva, como o usuário Gui Fernandes, que divulgou um vídeo explicando por que o recurso de legendas da comunidade é importante. Assista:

Segundo o anúncio do YouTube no final de julho, ainda será possível "usar suas próprias legendas, legendas automáticas e ferramentas e serviços de terceiros", sem compreender, pelo visto, as necessidades de uma minoria relevante com deficiência auditiva. Em maio, o youtuber Rikki Poynter, surdo, afirmou em seu canal que as legendas da comunidade eram uma ferramenta de acessibilidade que não só permitia que surdos e deficientes auditivos assistissem a vídeos com legendas, mas também permitia que criadores que não tinham dinheiro para investir financeiramente em legendas pudessem te-las em seus conteúdos.

O jornalista britânico Liam O’Dell, que relatou a decisão do YouTube em primeira mão na imprensa internacional, diz que muitos criadores da comunidade surda consideraram que o recurso de legendas da comunidade foi mal promovido pela empresa e, por isso, não gerou um retorno de acordo com seu potencial de inclusão.

+YouTube

Comentários

Sobre o autorMarcos Henderson
Publicitário, músico e, aqui, escrevo sobre o que as diferentes culturas têm a nos dizer. Como artista, celebro a força da arte e conto histórias do entretenimento. Twitter: @marhoscenderson