Oracle vence Microsoft na disputa pela compra do TikTok nos EUA

O acordo visa atender às preocupações do presidente dos EUA, Donald Trump, com a segurança nacional
O acordo visa atender às preocupações do presidente dos EUA, Donald Trump, com a segurança nacional
PorMarcos Henderson14/09/2020 10h41

A Oracle venceu a Microsoft na disputa pelo acordo com o TikTok nos Estados Unidos. A natureza dos negócios ainda permanece sob sigilo, já que não foi descrita como uma venda direta, mas a ação visa atender às preocupações da administração Trump com a segurança nacional. 

A notícia chega após semanas de especulação sobre o futuro do aplicativo chinês depois que o presidente exigiu que o aplicativo fosse vendido ou encerrasse as atividades nos EUA. 

O TikTok foi baixado 315 milhões de vezes nos primeiros três meses de 2020 - mais downloads trimestrais do que qualquer outro aplicativo na história, de acordo com a empresa de análises, Sensor Tower. Mas Trump e outros políticos americanos disseram que o aplicativo representa uma ameaça à segurança nacional porque pode ser usado como uma ferramenta de espionagem por Pequim.

Trump e outros políticos americanos afirmam que o TikTok pratica ações de espionagem
Trump e outros políticos americanos afirmam que o TikTok pratica ações de espionagem
Trump e outros políticos americanos afirmam que o TikTok pratica ações de espionagem

As autoridades também expressaram preocupação com o fato de que ele poderia ser usado para coletar dados pessoais de cidadãos dos EUA ou censurar discurso considerado sensível pelo governo chinês. O informou que seus centros de processamento de dados estão localizados inteiramente fora da China e que nenhum desses dados está sujeito à lei chinesa.

Não está claro se a parceria do TikTok com a Oracle permitiria que o aplicativo de vídeo de formato curto evitasse essa proibição. O escopo e a linguagem da ordem, junto com as próprias observações de Trump sobre o TikTok, levaram à confusão sobre como uma proibição seria implementada.

Depois de 20 de setembro, o Departamento de Comércio deve esclarecer quais tipos de negócios envolvendo a TikTok serão proibidos no país, de acordo com uma ordem executiva assinada por Trump em 6 de agosto.

+TikTok

Comentários

Sobre o autorMarcos Henderson
Publicitário, músico e, aqui, escrevo sobre o que as diferentes culturas têm a nos dizer. Como artista, celebro a força da arte e conto histórias do entretenimento. Twitter: @marhoscenderson