Google Art Zoom reúne Grimes, Chaeyoung e mais em projeto artístico

Artistas 'narram' obras icônicas que mais se aproximam com suas personalidades e carreiras
Artistas 'narram' obras icônicas que mais se aproximam com suas personalidades e carreiras
PorMarcos Henderson15/09/2020 13h32

A nova temporada da série Art Zoom, do Google Arts & Culture, reúne J Balvin, Ellie Goulding, FKA Twigs, Grimes, Matt Healy, da banda "1975" e Chaeyoung, do "Twice", em um tour que guia os espectadores a algumas das mais famosas obras de arte através de narrações dos artistas convidados.

Por meio da Art Camera “gigapixel” do Google - uma câmera robótica feita sob medida para criar imagens de pinturas com a mais alta resolução possível - os usuários podem ampliar uma obra de arte com detalhes e explorar todos os seus detalhes, incluindo alguns que não são normalmente vistos a olho nu. 

Cada artista é cuidadosamente selecionado para se adequar melhor a uma arte específica. Isso quer dizer que é preciso haver uma conexão clara entre o músico e a obra de arte. Por exemplo: o último álbum de FKA Twigs se chama “Madalena”, e ela fala sobre a pintura "Maria Madalena em êxtase", de Artemisia Gentileschi, discutindo sobre o empoderamento feminino em uma sociedade patriarcal. 

“Maria Madalena foi uma grande inspiração para meu último álbum e quando eu aprendi sobre a história da pintora, Artemisia Gentileschi, isso me impactou. Artistas como ela lutaram tanto para serem reconhecidos que é incrível eu poder ajudar a iluminar seu belo trabalho”, garante FKA. 

J Balvin demonstra todo seu orgulho pela Colômbia e sua cidade natal, Medellín, em meio à dolorosa história das drogas de Pablo Escobar por meio de “20 de Julio”, de Fernando Botero. 

Grimes mostra sua visão sobre a luta milenar entre o bem e o mal com a obra "A Queda dos Anjos Rebeldes", de Pieter Bruegel. “Pieter Bruegel, o Velho, é um cara estranho e espero ter feito um trabalho decente analisando seu trabalho. Descanse em paz", disse a mãe de X AE A-XII. 

Matty Healy narra um ambiente de utopia com a obra “Large Composition A with Black, Red, Gray, Yellow, and Black“, de Piet Mondrian.

Chaeyoung, por sua vez, explora as cores e formas de “Mountains (Topography)", do coreano Yoo Youngkuk. “Para mim, a cor é muito importante e foi isso que chamou minha atenção na primeira vez que vi a pintura de Yoo Youngkuk", explicou a cantora do Twice. 

Por fim, Ellie Goulding reflete sobre escapismo, força e caos com peças de Julie Mehretu, Yves Klein e Cy Twombly. “A arte tem sido extremamente influente em minha vida e na música. Seja o escapismo que sinto através do trabalho de Julie Mehretu, o poder que recebo de Yves Klein ou o caos de Cy Twombly, a arte me faz sentir viva cada vez que a vejo", garante Goulding. 

+Google

Comentários

Sobre o autorMarcos Henderson
Publicitário, músico e, aqui, escrevo sobre o que as diferentes culturas têm a nos dizer. Como artista, celebro a força da arte e conto histórias do entretenimento. Twitter: @marhoscenderson