Terremoto causa mortes e inundações na Turquia e na Grécia

Prédios foram derrubados, gerando toneladas de escombros e desencadeando inundações
Prédios foram derrubados, gerando toneladas de escombros e desencadeando inundações
PorMarcos Henderson30/10/2020 19h48

Pelo menos oito pessoas foram mortas na Turquia e na Grécia depois que um poderoso terremoto atingiu o Mar Egeu na tarde desta sexta-feira (30), derrubando prédios e provocando inundações. As autoridades disseram que seis pessoas foram mortas em áreas costeiras no oeste da Turquia, enquanto dois adolescentes morreram na ilha grega de Samos depois que um muro desabou sobre eles.

Na Turquia, pelo menos 20 prédios foram destruídos apenas na cidade de Izmir, de acordo com informações do prefeito Tunc Soyer. As imagens mostraram veículos esmagados sob os edifícios e pessoas cavando entre os escombros em busca de sobreviventes.

Mais de 250 pessoas ficaram feridas na Turquia, segundo a agência de desastres do país. Várias dessas pessoas foram salvas por embaixo de escombros por equipes de resgate que usavam escavadeiras e helicópteros para procurar sobreviventes, em uma mobilização geral da população.

Toneladas de escombros dominam as ruas de Izmir após o desastre
Toneladas de escombros dominam as ruas de Izmir após o desastre
Toneladas de escombros dominam as ruas de Izmir após o desastre

Imagens de TV mostraram água inundando as ruas de Cesme e Seferihisarin em partes da província turca de Izmir, bem como na ilha grega de Samos, no que as autoridades estão chamando de "mini tsunami".

O Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS) mediu a magnitude do tremor em 7,0, enquanto as autoridades turcas disseram que o valor era de 6,6. O terremoto atingiu 14 quilômetros a nordeste da cidade de Néon Karlovásion em Samos, informou o USGS.

As autoridades de ambos os países relataram dezenas de tremores secundários. O governador de Izmir, Yavuz Selim Köşger, pediu aos residentes que fiquem fora das estradas e evitem o uso de telefones celulares desnecessariamente para que os veículos de emergência possam alcançar as áreas afetadas e as equipes de resposta possam se comunicar com eficácia.

2
Gostei
Haha
Triste
Detestei
Amei
Aff
Gostei
Comentar

+Internacional

Sobre o autorMarcos Henderson
Publicitário, músico e, aqui, escrevo sobre o que as diferentes culturas têm a nos dizer. Como artista, celebro a força da arte e conto histórias do entretenimento. Twitter: @marhoscenderson