Diário 24 Horas

Morre humorista paraense Epaminondas Gustavo, vítima de Covid-19

O humorista paraense sofreu piora no quadro de saúde no final de semana e faleceu na madrugada desta segunda-feira, 18
O humorista paraense sofreu piora no quadro de saúde no final de semana e faleceu na madrugada desta segunda-feira, 18
PorMarcos Henderson

Cláudio Rendeiro, o intérprete do personagem humorístico Epaminondas Gustavo, morreu aos 55 anos, em decorrência de complicações durante o tratamento contra a Covid-19. A notícia foi confirmada pela família do juiz paraense na manhã desta segunda-feira (18). 

Rendeiro estava internado no Hospital Geral da Unimed (HGU) e enfrentou uma piora no quadro de saúde na última semana, o que chegou a levantar diversos rumores, incluindo um suposto falecimento, mas o humorista fez questão de tranquilizar os fãs com uma mensagem enviada através do jornal O Liberal, afirmando que estava bem e com uma situação sob controle. 

A piora aconteceu no final de semana, após séries de exercícios respiratórios que pareciam surtir efeito positivo no tratamento. Parentes e amigos do humorista pediram orações nas redes sociais, mas a confirmação da morte veio logo no início da manhã desta segunda-feira. 

A família emitiu uma nota agradecendo às demonstrações de preocupação e carinho dos fãs, amigos, autoridades do Pará e a imprensa. “Deus é soberano e sua vontade deve ser aceita por todos nós, mesmo sabendo que a perda do Claudio é muito dolorosa e difícil de ser assimilada”, declarou Manoel Rendeiro Junior, irmão de Claudio.

Juiz e ator nas horas vagas, Claudio Rendeiro ficou conhecido pela autenticidade e pelos ótimos improvisos em suas apresentações, dando vida ao caboclo Epaminondas Gustavo, uma espécie de releitura de sua própria vida e de seus costumes, já que era natural de São Caetano de Odivelas e sempre expôs sua paixão pelos municípios do interior do estado, como Cametá, Igarapé-Miri e Abaetetuba. 

O personagem Epaminondas foi inspirada primordialmente no pai de Claudio, um português chamado Manoel, e seu tio Benedito, a principal fonte dos trejeitos do personagem. 

+Celebridade

Sobre o autorMarcos Henderson
Publicitário, músico e, aqui, escrevo sobre o que as diferentes culturas têm a nos dizer. Como artista, celebro a força da arte e conto histórias do entretenimento. Twitter: @marhoscenderson