Atualização do caso Madeleine McCann aponta que ela foi morta em Portugal

O promotor Hans Christian Wolters confirmou que a polícia acredita que a criança morreu na Praia da Luz, em Algarve, Portugal.
O promotor Hans Christian Wolters confirmou que a polícia acredita que a criança morreu na Praia da Luz, em Algarve, Portugal.
Marcos Henderson
PorMarcos Henderson

Rumores passados sugeriam que Madeleine McCann teria sido transportada de Portugal para a Alemanha antes de ser morta pelo principal suspeito, Christian B., de 44 anos, mas uma atualização do promotor Hans Christian Wolters aponta que a polícia acredita que a criança morreu em Portugal. As informações são do tabloide britânico Mirror.

A polícia alemã revistou a antiga casa de Christian B em Hanover em julho passado, mas Wolters disse que ele não morava na casa quando Madeleine desapareceu. Christian B foi identificado como o principal suspeito do desaparecimento de Madeleine em junho passado, e os policiais alemães esperam acusa-lo formalmente este ano. 

Enquanto isso, o advogado de defesa Friedrich Fulscher insiste em dizer que o suspeito não tem absolutamente nada a ver com o desaparecimento de Madeleine. Christian B. cumpre pena de sete anos de prisão por violar uma mulher norte-americana de 72 anos no Algarve, em 2005. 

Na semana passada, os pais de Madeleine, Gerry, de 52 anos, e Kate, de 53, prestaram homenagens à filha no dia em que ela completaria 18 anos de idade. "Feliz aniversário de 18 anos, Madeleine. Nós te amamos e estamos esperando por você e nunca vamos desistir", disseram os pais em um post emocionante nas redes sociais. 

O desaparecimento de Madeleine aconteceu em 3 de maio de 2007, na Praia da Luz, Algarve, Portugal, onde a criança passava as férias com a família. Aos 3 anos, ela foi deixada com os irmãos no quarto enquanto os pais saíram para jantar a poucos metros do local, verificando o quarto a cada 30 minutos. Entre 21h30 e 22h daquele dia, Madeleine não estava mais na cama, e a janela do quarto estava aberta. 

A polícia foi chamada ao local e, apenas algumas horas depois, o caso ganhou repercussão internacional, com jornais, celebridades e outros grandes nomes de influência convocando ajuda para encontrar a menina.