A hegemonia Netflix: Do streaming ao Oscar

A plataforma de streaming lidera disparado as indicações ao Oscar.
A plataforma de streaming lidera disparado as indicações ao Oscar.
Por Kelly Lima

Por muitos anos, quando alguém pensava em filmes, consequentemente os associava a Hollywood. O distrito, localizado em Los Angeles, EUA, virou um símbolo de show business e abriga alguns dos maiores estúdios cinematográficos do mundo.  Esses estúdios, por sua vez, lançaram e ainda lançam uma enxurrada de produções, que disputam ferrenhamente pela atenção do público. Até pouco tempo, Disney, Paramount, Universal, Marvel, entre outros, jogavam soltos entre si, mas o domínio desses conglomerados nunca esteve tão ameaçado quando nos dias atuais, tudo isso graças a Netflix

Com o grande avanço da tecnologia e a banalização da internet, a plataforma de streaming cresceu de forma absurda e vem dominando não só a preferência das pessoas, como o mercado de filmes e séries. De uma distribuidora de conteúdo, a Netflix passou a produzir parte do seu próprio acervo, atraindo ainda mais o público e a crítica especializada. As obras originais do serviço de streaming emplacaram como verdadeiros sucessos e agora fazem frente aos longas dos grandes estúdios hollywoodianos. Não à toa, hoje em dia, possui mais de 160 milhões de assinantes. Aos poucos as produções passaram a serem indicadas à premiações importantes, como o Globo de Ouro e o Oscar

O Irlandês é um dos favoritos ao prêmio de melhor filme.
O Irlandês é um dos favoritos ao prêmio de melhor filme.
O Irlandês é um dos favoritos ao prêmio de melhor filme.

Por falar em Oscar, a Academia de Arte e Ciências Cinematográficas concedeu à Netflix nada menos  que 24 indicações, na edição de 2020 da premiação. Para se ter uma ideia do feito, Os estúdios Disney ficaram em segundo lugar, com 23 indicações, e a Sony em terceiro, totalizando 20. Não fosse o bastante, a plataforma emplacou nada menos que duas produções ao prêmio mais importante, o de melhor filme. ‘O Irlandês’ e ‘História de um Casamento’ estão no páreo contra nomes de peso, entre eles ‘Coringa’, 1917 (ganhador do Globo de Ouro na mesma categoria) e ‘Era Uma Vez Em...Hollywood’ (vencedor de melhor filme no Critics’ Choice Awards).

As expectativas estão altas, principalmente para o filme ‘O Irlandês’, dirigido pela lenda Martin Scorsese. Também há uma produção brasileira produzida pela Netflix concorrendo ao Oscar. ‘Democracia em Vertigem’, da diretora Petra Costa, disputa na categoria de melhor documentário. Entre tantas indicações, as chances são grandes da plataforma levar muitas estatuetas para casa e consolidar de vez sua hegemonia. Você duvida? Eu não!

Democracia em Vertigem é mais uma produção original da Netflix e representará o Brasil no Oscar 2020
Democracia em Vertigem é mais uma produção original da Netflix e representará o Brasil no Oscar 2020
Democracia em Vertigem é mais uma produção original da Netflix e representará o Brasil no Oscar 2020
3
0
0