Juiz determina: baterista do Aerosmith fica fora do Grammy

Após decisão, baterista divulgou uma nota dizendo estar 'extremamente decepcionado'.
Após decisão, baterista divulgou uma nota dizendo estar 'extremamente decepcionado'.
PorCarol Souza24/01/2020 09h38

O veredicto está em vigor! Conforme divulgado pelo portal de celebridades TMZ, após um processo por parte do baterista do Aerosmith contra a própria banda, um juiz rejeitou o pedido legal de Joey Kramer para se juntar ao grupo na apresentação junto ao Run-DMC no Grammy neste fim de semana.

De acordo com o relatório, o juiz afirmou que Kramer não apresentou um caso convincente o suficiente, apoiando o Aerosmith.

"Dado que Kramer não toca com a banda há seis meses e a escassez de tempo disponível para os ensaios antes das próximas apresentações, Kramer não mostrou um curso de ação alternativo realista suficiente para proteger os interesses comerciais da banda", disse o juiz.

Kramer sofreu ferimentos leves que o mantiveram fora de ação por um período no ano passado, enquanto o Aerosmith se apresentava em uma série de shows em Las Vegas. Em sua ação legal, ele afirmou que foi convidado a fazer um teste para seu próprio posto na banda - uma medida que conforme ele, seria contrária à forma como a banda conduzia seus negócios ao longo dos anos.

A banda chegou a publicar uma resposta ao processo, dizendo que o baterista havia recusado o retorno em várias ocasiões em que lhe foi oferecido, e quando ele finalmente concordou em tocar, eles sentiram que o desempenho do músico não estava no mesmo nível dos padrões da banda. Eles afirmaram que a porta estava aberta para Kramer retornar, caso suas habilidades como músico voltassem a seu potencial máximo.

Eles também acrescentaram em uma declaração que convidaram Kramer para se juntar a eles no Grammy, não para a performance, mas para o recebimento do prêmio "Pessoa do Ano" do MusiCares saudando sua carreira, acrescentando: "Estamos ligados por muito mais do que nosso tempo no palco".

Kramer ainda divulgou uma nota quanto a decisão do juiz, dizendo: "Embora eu esteja extremamente decepcionado com a decisão do juiz hoje, eu a respeito. Eu sabia que entrar com uma ação judicial seria um pouco difícil, considerando que os documentos corporativos não fazem referência a nenhum processo para que um membro da banda retorne após uma lesão ou doença. No entanto, a banda esperou até o dia 15 de janeiro para me dizer que não me deixaria tocar nas cerimônias de premiação desta semana. Eu posso manter minha cabeça erguida sabendo que fiz a coisa certa — lutar pelo meu direito de comemorar o sucesso da banda que dediquei a maior parte da minha vida e ajudei a construir.

A verdade fala por si. Desde que machuquei meu pé em agosto passado e passei por muitas horas de fisioterapia para me curar, nem uma vez a banda se ofereceu para ensaiar comigo. Isso é um fato. Também recebi a programação completa dos ensaios do dia 18 de janeiro e voei para Los Angeles no dia seguinte para ensaiar, e tenho muitas mensagens e e-mails informando que a banda estava ansiosa pelo meu retorno. Isso também é um fato. Quando apareci para ensaiar, fui recebido por dois seguranças que me proibiram de entrar.

A oferta do grupo de me permitir participar das celebrações do MusiCares e do Grammy desta semana apenas para fotos no tapete vermelho é apreciada; no entanto, com um baterista substituto tocando no palco em dois eventos em homenagem a nossas contribuições musicais, isso é extremamente doloroso para mim. Sou um músico profissional que está ansioso para voltar ao meu lugar de direito no Aerosmith.

Quero agradecer aos meus fãs pelo incrível apoio e por compartilhar meu objetivo de tomar meu lugar no palco como um dos cinco membros fundadores do Aerosmith e continuar tocando a música que amo".

Confira o vídeo a que se refere Kramer, abaixo:

Comentários

Sobre o autorCarol Souza
Amante do cinema, dos livros e apaixonadíssima pelo bom e velho rock n'roll. Amo escrever e escrevo sobre o que amo. Ativista da causa feminista e bebedora de café profissional. Instagram: @barbooosa.carol