Campanha pela saída de Abraham Weintraub do ministério da educação ganha as redes sociais

Abraham Weintraub, Ministro da Educação.
Abraham Weintraub, Ministro da Educação.
PorKelly Lima25/01/2020 01h02

Desde que assumiu a cadeira de Ministro da Educação, Abraham Weintraub causou muita polêmica e recebeu duras críticas de várias instituições e de parte da população. Seu comportamento inadequado, cortes de verbas com justificativas levianas e falhas brutais em sua administração não passaram despercebidas e foram se acumulando. Contudo, parece que a paciência do povo está começando a se esvair e o estopim foi o grave erro encontrado na prova do Enem e mais recentemente nas inscrições do SISU. As falhas despertaram a revolta de milhares de estudantes e simpatizantes da causa estudantil, que iniciaram uma campanha nas redes sociais pedindo a saída do ministro.

O problema todo iniciou na segunda-feira, 20, quando o Instituto de Pesquisas Educacionais, INEP, encontrou nada menos que 5.974 erros nas notas de estudantes, ocasionando a revisão de 3,9 milhões de provas. Vale ressaltar que o MEC só concordou em revisar as notas, após várias reclamações feitas por parte de alunos. Ainda assim Weintraub, insistia em afirmar que o governo Bolsonaro havia feito “o melhor Enem da história”. Todavia, mesmo com a descoberta falha, o governo optou por manter as datas de inscrições para o SISU, o que também não deu certo, pois a mesmo também vem apresentando sérios erros.

Com isso, a hastag #erronoenem e erronosisu passaram a inundar as redes sociais, em especial o Twitter. Sem respostas que satisfaçam os alunos prejudicados, ou algum sinal de que algo realmente estaria sendo feito, os internautas passaram a subir uma nova tag, a #foraweintraub pedindo a exoneração do ministro. Muitas charges e memes satirizando o drama vivido pela educação no Brasil.

A gravidade da situação é tanta, que a deputada Tabata Amaral, do PDT-SP, requereu a presença de Abraham Weintraub na Câmara dos Deputados para prestar esclarecimentos sobre as falhas ocorridas no Enem. "Acabei de protocolar o primeiro requerimento da Comissão de Educação do ano, convocando o Ministro Weintraub para prestar esclarecimento sobre o Enem. Precisamos de respostas sobre o que de fato ocorreu e garantias de que nenhum aluno será prejudicado", escreveu a parlamentar em sua conta Twitter. Enquanto o requerimento aguarda pauta para votação, nós continuamos acompanhando os próximos capítulos dessa trágica novela.

Comentários

Sobre o autorKelly Lima
Web designer por curiosidade, Desenhista por amor, Gestora de RH por teimosia, acadêmica de Geografia por sorte e redatora nas horas vagas. Twiiter: Kelly Nivelly (@KNivelly)