Chris Cornell vence prêmio póstumo no Grammy Awards

Cornell venceu na categoria de 'Melhor Pacote de Gravação' com um box que inclui 15 clássicos de sua carreira e 2 faixas inéditas.
Cornell venceu na categoria de 'Melhor Pacote de Gravação' com um box que inclui 15 clássicos de sua carreira e 2 faixas inéditas.
PorCarol Souza27/01/2020 13h46

Na noite deste domingo (26) aconteceu em Los Angeles a cerimônia de premiação do 62º Grammy Awards e, mesmo que já não esteja mais entre nós, Chris Cornell foi um dos ganhadores da noite, levando um prêmio póstumo na categoria "Melhor Pacote de Gravação".

O box incluiu 15 clássicos e duas faixas inéditas, incluindo sua versão da canção “Nothing Compares to U.” de Sinead O 'Conner. O álbum também incluiu obras de arte de Jeff Ament, baixista do Pearl Jam, seu irmão Barry Ament e o diretor criativo Joe Spix, que compareceram na cerimônia para aceitar o prêmio, que foi compartilhado com a viúva de Cornell, além de Jeff Fura, diretor sênior de desenvolvimento de produtos.

Para Ament - que fez parte no passado do supergrupo Temple of the Dog de Seattle com Cornell -, trabalhar no projeto foi um trabalho de amor. "Foi super emocionante porque recebemos a ligação apenas cinco ou seis semanas depois que ele faleceu", disse Jeff Ament em entrevista. “Nesse momento, parecia muito cedo para pensar sobre isso. Demoramos alguns meses para chegarmos a algumas imagens, e foi particularmente difícil ter conversas com Vicky, sua esposa. Mais do que tudo, eu gostaria que ele estivesse aqui aceitando este prêmio conosco".

O irmão de Jeff Ament, Barry, designer gráfico, disse ao aceitar o prêmio - ele já havia sido indicado por seu trabalho com Pearl Jam no álbum de 1998 "Yield" - que era uma honra, e que foi tomado muito cuidado para "humanizar" os fotógrafos compartilhados no pacote.

"A música era tão frágil e queríamos que a arte estivesse ao lado da música", disse ele.

Com quase 3 anos de sua morte, Cornell nos deixou em 18 de maio de 2017 em Detroit.

Comentários

Sobre o autorCarol Souza
Amante do cinema, dos livros e apaixonadíssima pelo bom e velho rock n'roll. Amo escrever e escrevo sobre o que amo. Ativista da causa feminista e bebedora de café profissional. Instagram: @barbooosa.carol