UEFA bane Manchester City de competições

O time inglês irá apelar da decisão na Corte Arbitral do Esporte
O time inglês irá apelar da decisão na Corte Arbitral do Esporte

A entidade europeia de futebol, UEFA, anunciou hoje em comunicado oficial a punição ao time inglês Manchester City por problemas relativos ao Fair Play Financeiro. A condenação é de banimento das competições da entidade por dois anos e o pagamento de multa de € 30 milhões. Apesar da medida, o time pode recorrer da decisão no Tribunal Arbitral do Esporte.

As punições foram dadas após uma série de violações cometidas pelo clube de futebol, que também não cooperou com as investigações. O Manchester City é acusado de ter inflacionado de falsamente os valores de seus patrocínios, entre os anos de 2012 e 2016, apresentados à entidade. A punição já deve iniciar em breve, nas temporadas 2020/2021 e 2021/2022. No momento, o City está nas oitavas de final da temporada 2019/2020, e deve seguir normalmente. Já no Campeonato inglês, o clube é o segundo colocado e deve dar o seu lugar na Liga dos Campeões a outro time.

As informações sobre as fraudes foram disponibilizadas pela revista alemã “Der Spiegel”, em 2018 e mostram e-mails do proprietário do clube comprovando que financiava o patrocínio anual de 67,5 milhões de libras da camisa, estádio e das divisões de base através da companhia aérea Etihad Airways.

O time de Pep Guardiola nega irregularidades e informou em seu site que irá apelar da decisão na Corte Arbitral do Esporte (CAS), em Lausanne, Suíça. As regras de Fair Play Financeiro visam impedir que os clubes recebam quantias ilimitadas de dinheiro através de acordos de inflados de patrocínios.

Leia também