Dia Internacional contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia: músicos relembram a data em prol de respeito e igualdade

O dia está sendo marcado por manifestações virtuais
O dia está sendo marcado por manifestações virtuais

Hoje (17) é celebrado o Dia Internacional contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia buscando chamar a atenção da população para a violência sofrida por pessoas lésbicas, gays, bissexuais e transgênero (LGBT). Vários artistas enviaram mensagens em suas redes sociais para relembrar a data e se posicionar em prol da causa.

A data foi escolhida em alusão ao dia em que a Organização Mundial da Saúde deixou de classificar a homossexualidade como doença, em 1990. No Brasil, a data entrou no calendário oficial em 2010, mas a homofobia só foi caracterizada como crime em 2019, tendo a mesma punição do crime de racismo. Infelizmente o país somente no ano de 2018 mais de 1600 denúncias de discriminação e violência à comunidade.

A cantora Daniela Mercury, juntamente com sua esposa Malu Verçosa, são as Campeãs da Igualdade da ONU no Brasil e porta vozes da Campanha Livres & Iguais. Daniela fez um post com um vídeo com Malu e da campanha da ONU e comentou: “Seja livre! Hoje é dia de luta contra LGBTQFOBIA”.

Pabllo Vittar foi ao seu Twitter celebrar a data, relembrando que esta é uma luta coletiva e interagindo com os fãs que comentavam em seu post.

O ator e cantor Silvero Pereira relatou o caso de um jovem que cometeu suicídio por não aguentar a depressão da luta contra o racismo e a homofobia.

Com isso, o dia está sendo marcado por manifestações virtuais, por meio das hashtags #JuntosContraLGBTQfobia, #Festival17M e #NossasVidasNossasCores. 

Comentários

Pop

Mais Música