Lázaro Ramos relembra filme Sabor da Paixão e alfineta Penélope Cruz: "bonita, mas não tão simpática"

Ator conversou com Gustavo Gontijo sobre a trajetória no cinema, em Live no YouTube.
Ator conversou com Gustavo Gontijo sobre a trajetória no cinema, em Live no YouTube.

As primeiras experiências cinematográficas de Lázaro Ramos poderiam ter modificado completamente o destino do ator, que hoje é respeitadíssimo na área e já atuou em diversas áreas dentro do ramo.

Em entrevista a Gustavo Gontijo, no canal Gabinete Digital de Leitura, no YouTube, Ramos falou sobre alguns episódios emblemáticos ao longo da carreira, incluindo o controverso filme "Sabor da Paixão", dirigido pela venezuelana Fina Torres e estrelado por Penélope Cruz

O filme foi gravado na Bahia e também contava com o protagonismo de Murilo Benício e a participação de outros brasileiros, como Wagner Moura e Daniele Suzuki, mas agora, 20 anos depois, Lázaro Ramos revela que a ganhadora do Oscar de melhor atriz coadjuvante por sua participação no filme “Vicky Cristina Barcelona”, de Woody Allen", podia ter uma beleza incontestável, mas não era tão amigável com o restante do elenco, ou pelo menos com ele.

"Penélope Cruz, muito bonita, mas não tão simpática, a verdade é essa, infelizmente. Teve um dia em que ela estava almoçando sozinha numa mesa, fiz meu prato e sentei na frente dela. Na hora em que eu sentei, ela olhou para mim, jogou o garfo, levantou e foi embora sem dizer nada", disse o ator, reafirmando que este fazia parte dos seus três primeiros trabalhos no cinema, o que quase o fez desistir. 

Sabor do Paixão foi um verdadeiro fiasco à época em que foi lançado e sequer é lembrado por muita gente. Para a diretora, a comédia romântica era "uma fábula, um conto de fadas". Essa foi a maneira encontrada para, talvez, explicar o porquê de personagens brasileiros conversando em inglês no nordeste brasileiro. 

O bate-papo com Gustavo Gontijo rendeu diversas informações interessantes sobre a trajetória de Lázaro Ramos na carreira artística, incluindo um breve momento em que ele brinca sobre uma curiosidade do filme "O Homem Que Copiava", ao confessar que é péssimo jogando futebol. "O problema é que eu não jogo futebol também, né Guto? Jogo mal pra caramba. No 'Homem Que Copiava' eu cheguei ao ponto de fazer tão poucos gols que o take que aparece é o mesmo gol duas vezes", disse o ator ao ser questionado sobre qual personagem preferiria interpretar entre Luís Gama, Zumbi e o ex-goleiro da seleção brasileira de futebol, Barbosa.

Assista à entrevista, na íntegra, a seguir:

Comentários

Filmes

Mais Cinema