Animais Fantásticos se tornou a franquia mais problemática do mundo

Prequel de Harry Potter pode estar com os dias contados em meio às polêmicas da autora e elenco
Prequel de Harry Potter pode estar com os dias contados em meio às polêmicas da autora e elenco
PorMarcos Henderson07/07/2020 12h20

Após dois filmes e com um terceiro já a caminho, Animais Fantásticos é, sem dúvidas, a franquia em andamento mais problemática do mundo. A autora J.K Rowling, que também atuou como roteirista nos dois primeiros títulos do prequel de Harry Potter, mantém abertamente um diálogo considerado homofóbico nas redes sociais, gerando uma série de boicotes à franquia, que ainda ganha de brinde os escândalos envolvendo Johnny Depp, há anos sob acusação de agressão à ex-esposa, Amber Heard, e Ezra Miller, que apareceu sufocando uma fã em vídeo vazado em abril. Depp interpreta o vilão Gellert Grindelwald, enquanto Miller dá vida a Credence Barebone.

Obviamente, cada situação é muito diferente e vem com seu próprio contexto. Rowling foi universalmente criticada por suas crenças sobre pessoas trans, assustando seus admiradores, já que sempre se mostrou defensora dos direitos das mulheres e não transparecia o preconceito que demonstrou neste ano, em plena pandemia. Depp negou veementemente as alegações de Heard, dizendo que, na verdade, ela o abusou. O ator também está processando o jornal The Sun por difamação após ser chamado de "espancador de mulheres" em manchete. Miller, até hoje, não falou absolutamente nada sobre o vídeo em que aparece atacando uma fã.

"Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald", de 2018, lutou poderosamente contra as possíveis represálias envolvendo o nome de Depp, que concordou em fazer apenas uma entrevista para promover o filme. "Animais Fantásticos e Onde Habitam", de 2016, arrecadou US$ 814 milhões em todo o mundo. Já a continuação perdeu um lucro considerável, arrecadando US$ 654 milhões. Além disso, o segundo título da franquia recebeu péssimas críticas, e aparece com 36% de aprovação no Rotten Tomatoes. 

Interromper Animais Fantásticos, entretanto, pode ser financeiramente doloroso para a Warner Bros. Isso porque a franquia fornecia ao estúdio um alto valor de mercado para o futuro, e caso seja cancelado, pode significar grandes rombos. Além disso, com todas as polêmicas, fãs ainda querem assistir aos próximos acontecimentos que fornecem a Harry Potter o contexto completo de origem nos cinemas. O plano original, vale lembrar, é de produzir cinco filmes. 

+Filme

Sobre o autorMarcos Henderson
Publicitário, músico e, aqui, escrevo sobre o que as diferentes culturas têm a nos dizer. Como artista, celebro a força da arte e conto histórias do entretenimento. Twitter: @marhoscenderson