Após dizer que está com "mofo no pulmão", Bolsonaro gera aglomeração em Bagé

Presidente desembarca na manhã desta sexta-feira, 31, na cidade gaúcha
Presidente desembarca na manhã desta sexta-feira, 31, na cidade gaúcha
PorMarcos Henderson31/07/2020 11h23

Após afirmar, na noite da última quinta-feira (30), que estava com "mofo no pulmão", em uma brincadeira referente ao atual quadro de infecção diagnosticado após novos exames de sangue para checar os resquícios deixados pela Covid-19, o presidente Jair Bolsonaro cumpre agenda em Bagé, no Rio Grande do Sul, na manhã desta sexta-feira (31). 

Esta é a primeira visita do presidente ao estado desde quando anunciou que estava recuperado do coronavírus. Com isso em mente, centenas de apoiadores começaram a se aglomerar pelas ruas próximas ao aeroporto, em um trajeto que também conta com presença de agentes da Polícia Federal para proteger a integridade física de Bolsonaro, profissionais de Saúde medindo a temperatura das pessoas e até um Ford Landau 1972 que pertenceu ao presidente bajeense Emílio Médici, que governou o país no auge da Ditadura Militar, com reforço da repressão e censura às instituições civis e quaisquer manifestações contrárias ao sistema.

Agenda do presidente em Bagé provoca aglomerações. Foto: Fábio Schaffner, Eduardo Matos / Agência RBS
Agenda do presidente em Bagé provoca aglomerações. Foto: Fábio Schaffner, Eduardo Matos / Agência RBS
Agenda do presidente em Bagé provoca aglomerações. Foto: Fábio Schaffner, Eduardo Matos / Agência RBS

Bolsonaro desembarca em Bagé para fazer uma entrega simbólica de duas unidades do Minha Casa, Minha Vida. Além disso, ele também tem pretensões de visitar a primeira escola cívico-militar em operação no estado. Sua chegada está sendo encarada por parte da população como um grande evento, reunindo bandeiras e manifestações eufóricas pelas ruas. 

Leia também: Michelle Bolsonaro testa positivo para Covid-19

Sua permanência, entretanto, pode ter o tempo reduzido devido ao quadro de infecção anunciado em Live na quinta, quando o presidente explicou o que estava acontecendo, já que na quarta-feira (29) já havia relatado "um pouco de fraqueza". "Acabei de fazer um exame de sangue, né, tava com um pouco de fraqueza ontem. Acharam um pouco de infecção também. Tô agora no antibiótico, deve ser... Depois de 20 dias aí dentro de casa a gente pega outros problemas, né? Peguei mofo aí, mofo no pulmão, talvez, deve ser. E amanhã, barra pesada porque a temperatura em Bagé tá zero graus", disse Bolsonaro, que também visitará um regimento de cavalaria antes de retornar para Brasília, provavelmente no final da tarde. 

+Bolsonaro

Sobre o autorMarcos Henderson
Publicitário, músico e, aqui, escrevo sobre o que as diferentes culturas têm a nos dizer. Como artista, celebro a força da arte e conto histórias do entretenimento. Twitter: @marhoscenderson