Bryan Cranston, de "Breaking Bad", disse ser "um dos sortudos" após se recuperar do coronavírus

Seguindo os exemplos de Tom e Rita Wilson, Bryan Cranston doou plasma para ajudar na pesquisa científica do vírus.
Seguindo os exemplos de Tom e Rita Wilson, Bryan Cranston doou plasma para ajudar na pesquisa científica do vírus.
PorCarol Souza31/07/2020 15h23

Bryan Cranston disse que ter "muita sorte" após chocar os fãs com a revelação de que foi um dos milhões a contrair e se recuperar do coronavírus. Astro inquestionável de uma das séries mais bem qualificadas da história da TV, "Breaking Bad", Cranston fez o anúncio em um vídeo de dois minutos divulgado em seu Instagram, no qual ele também revelou que decidiu doar plasma para ajudar na pesquisa científica do vírus.

"Eu queria anunciar que tinha o COVID-19 há pouco tempo. Muita sorte, sintomas muito leves", disse Cranston. "Então eu pensei que talvez haja algo que eu possa fazer, então iniciei um programa [no Centro de Sangue e Plaquetas da UCLA] para que a doação de plasma possa ajudar outras pessoas".

Confira o vídeo completo:

Com a ajuda de uma enfermeira da UCLA, Cranston conseguiu doar 840 mililitros de plasma para pesquisas com coronavírus, e acrescentou que planeja voltar em breve para fazer outra doação.

Explicando quais eram seus sintomas usando o texto na parte inferior da publicação do vídeo, Cranston disse que eles incluíam "uma leve dor de cabeça, aperto no peito e [perda de] paladar e olfato".

Incentivando seus seguidores a doar plasma se eles tiverem o coronavírus, o ator explicou que o processo levou apenas uma hora para ser concluído.

"Fui bastante rigoroso em seguir os protocolos e ainda assim… contraí o vírus. Sim. Parece assustador agora que mais de 150.000 americanos estão mortos por causa disso", escreveu Cranston na legenda do vídeo. “Eu fui um dos sortudos... conto minhas bênçãos e peço que você continue usando a maldita máscara, continue lavando as mãos e fique socialmente distante. Nós podemos prevalecer - mas SOMENTE se seguirmos as regras juntos".

Um dos primeiros famosos a contrair o vírus, o casal Tom Hanks e Rita Wilson recentemente anunciaram que doariam seu sangue para ajudar a desenvolver uma vacina contra o coronavírus, além da doação de plasma que fizeram há alguns meses atrás.

O casal ficou doente no início da pandemia, em março, enquanto estava no set da próxima cinebiografia de Elvis Presley de Baz Luhrmann na Austrália. Desde então, eles retrataram todo o processo de tratamento nas redes sociais, incluindo os sintomas, conseguiram se recuperar totalmente e seguem em quarentena em sua casa em Los Angeles.

+Breaking Bad

Sobre o autorCarol Souza
Amante do cinema, dos livros e apaixonadíssima pelo bom e velho rock n'roll. Amo escrever e escrevo sobre o que amo. Ativista da causa feminista e bebedora de café profissional. Instagram: @barbooosa.carol