Revoltado com a indústria musical, Kanye West publica cláusulas de seus contratos e urina em troféu do Grammy

O artista desabafou sobre os problemas entre músicos e gravadoras
O artista desabafou sobre os problemas entre músicos e gravadoras
PorBruna Pinheiro16/09/2020 17h40

Não é de hoje que o rapper Kanye West causa nas redes sociais com publicações no Twitter bastante alarmistas. O atual candidato à presidência dos Estados Unidos denunciou a maneira como a indústria musical norte-americana trata os artistas, mostrando várias páginas com as cláusulas, consideradas por ele como abusivas, de seus contratos com grandes empresas do ramo, como a Sony Music e a Universal.

O cantor fez uma série de publicações relatando que a maneira como os artistas são tratados pela indústria caracteriza uma nova forma de escravidão. Vários de seus contratos mostram os valores envolvidos entre as partes e alguns de seus tuítes acusam grandes marcas, como Grammy Awards e a Forbes. No caso da Forbes, Kanye chamou o editor da revista de "supremacista branco", e do Grammy, gravou um vídeo seu urinando em dos prêmios que ganhou. 

Para ele, o dinheiro que ganhou como músico é advindo de publicidade e turnês, não de suas canções. “90% dos contratos de gravação no planeta ainda estão em royalties. Um contrato de gravação padrão é uma armadilha para NUNCA recuperá-lo, e há todos esses custos ocultos como as 'taxas de distribuição', que muitas gravadoras colocam em seus contratos para ganhar ainda mais dinheiro fora do nosso trabalho, mesmo sem tentar”, desabafou West.

Com a série de denúncias, o rapper pediu ajuda de outros artistas para compartilharem suas publicações, como Bono Vox, Paul McCartney, Drake, Kendrick Lamar e, até mesmo, Taylor Switf. "TODOS OS MÚSICOS SERÃO LIVRES", garantiu o marido de Kim Kardashian.

Apesar das graves acusações, muitos internautas desmerecem as falas de West, já que ele sofre com bipolaridade, possui várias opiniões controversas e já fez outras postagens em redes sociais que foram apagadas posteriormente. Entretanto, vários fãs de Kanye e de outros cantores que já falaram publicamente sobre os boicotes da indústria musical saíram em sua defesa. 

Gostei
Haha
Triste
Detestei
Amei
Aff
Gostei
Comentar

+Pop

Sobre o autorBruna Pinheiro
Internacionalista. Escrevo hoje sobre política, economia, filmes e séries. Adoro viajar e comer (não necessariamente nessa ordem). Segue lá @bpinheiro1