Estado de saúde de Donald Trump pode ser mais grave do que o divulgado oficialmente

A notícia do teste positivo de Trump foi oficializada na sexta-feira, 2.
A notícia do teste positivo de Trump foi oficializada na sexta-feira, 2.
PorBruna Pinheiro03/10/2020 19h05

O presidente Donald Trump e sua esposa, Melania Trump, confirmaram o diagnóstico positivo para o novo coronavírus na sexta-feira, 2 e de acordo com médico de Trump, Sean Conley, o diagnóstico do casal já era conhecido desde a tarde de quarta-feira (30). Entretanto, o presidente norte-americano parece apresentar sintomas mais graves da doença do que é oficialmente divulgado pela Casa Branca.

Nas primeiras comunicações oficiais sobre seu estado de saúde, a Casa Branca afirmou: "O povo americano pode ficar tranquilo que temos um presidente que não só está no trabalho, mas que permanecerá no trabalho. E estou otimista que ele terá uma recuperação bastante rápida".

De acordo com a nota divulgada pelo médico da residência oficial da presidência, Trump estaria tomando um coquetel de antibióticos para tratar a covid-19 e remédios para gripe comum, como zinco, vitamina D, entre outros. Medicamentos como hidroxicloroquina, tão defendido por Trump como parte do tratamento para a doença, não foi prescrito.

Entretanto, segundo a agência Associated Press, Mark Meadows, Chefe de gabinete da Casa Branca, deu um panorama diferente do estado de saúde do chefe do executivo, relatando que as próximas 48 horas serão 'muito críticas' para seu estado de saúde. O presidente norte-americano foi internado em um hospital militar por sentir sintomas como fadiga, e é considerado do grupo de risco, já que possui 74 anos, apresenta sobrepeso e não há relatos de que sua dieta seja saudável ou que pratique exercícios. Melania Trump, de 50 anos, não foi internada com seu marido.

"Os sinais vitais do presidente ao longo das últimas 24 horas eram muito preocupantes, e as próximas 48 horas serão críticas no que diz respeito aos seus cuidados. Ainda não estamos em um caminho claro rumo à sua completa recuperação", declarou Meadows. 

Gostei
Haha
Triste
Detestei
Amei
Aff
Gostei
Comentar

+Donald Trump

Sobre o autorBruna Pinheiro
Internacionalista. Escrevo hoje sobre política, economia, filmes e séries. Adoro viajar e comer (não necessariamente nessa ordem). Segue lá @bpinheiro1