Donald Trump e primeira-dama testam positivo para Covid-19

O presidente dos EUA confirmou a notícia a um mês das eleições presidenciais e revirou o mercado de ações
O presidente dos EUA confirmou a notícia a um mês das eleições presidenciais e revirou o mercado de ações
PorMarcos Henderson02/10/2020 09h48

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou na madrugada desta sexta-feira (2) que ele e sua esposa, a primeira-dama Melania Trump, testaram positivo para Covid-19.

A notícia chega a um mês das eleições presidenciais e pode prejudicar a campanha de reeleição do republicano, que adotou uma postura emblemática em relação à pandemia, juntando-se ao presidente Jair Bolsonaro em uma onda de discursos negacionistas e amplamente voltados para a economia, desrespeitando recomendações de especialistas médicos e defendendo medicamentos apresentados como milagrosos. 

"Esta noite, @FLOTUS e eu testamos positivo para COVID-19. Começaremos nosso processo de quarentena e recuperação imediatamente. Vamos superar isso JUNTOS!", disse Trump em publicação no Twitter. Mais tarde, a primeira-dama afirmou que ela e o marido estavam se sentindo bem. 

Um pouco antes da divulgação do resultado, Trump também chegou a dizer que talvez entrasse em quarentena depois que sua assessora de longa data, Hope Hicks, testou positivo para Coronavírus, trazendo a doença para seu círculo mais íntimo. No mesmo dia, ele disse que "o fim da pandemia está à vista", em comentário pré-gravado no jantar anual Al Smith.

Hope Hicks é apontada como possível fonte de contágio do presidente americano
Hope Hicks é apontada como possível fonte de contágio do presidente americano
Hope Hicks é apontada como possível fonte de contágio do presidente americano

Aos 74 anos, Trump faz parte do grupo de risco da doença que matou mais de 200 mil americanos e mais de um milhão de pessoas em todo o mundo. O diagnóstico também pode simbolizar uma desestabilização em meio a um clima político já tenso, com os mercados de ações despencando assim que a notícia veio à tona. 

O médico do presidente, comandante da Marinha. Dr. Sean Conley, escreveu em um memorando emitido para repórteres que recebeu a confirmação dos resultados positivos na noite de quinta-feira (1º). "O presidente e a primeira-dama estão bem neste momento e planejam permanecer em casa, na Casa Branca, durante a convalescença", escreveu Conley.

Gostei
Haha
Triste
Detestei
Amei
Aff
Gostei
Comentar

+Coronavírus

Sobre o autorMarcos Henderson
Publicitário, músico e, aqui, escrevo sobre o que as diferentes culturas têm a nos dizer. Como artista, celebro a força da arte e conto histórias do entretenimento. Twitter: @marhoscenderson