China envia felicitações a Biden e Harris pela vitória nas eleições dos EUA

Apesar do atraso, as felicitações reforçam as possibilidades de redefinição nas relações entre Pequim e Washington
Apesar do atraso, as felicitações reforçam as possibilidades de redefinição nas relações entre Pequim e Washington
PorMarcos Henderson13/11/2020 12h40

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Wang Wenbin, enviou uma mensagem de felicitações a Joe Biden e Kamala Harris pela vitória nas eleições presidenciais dos Estados Unidos. "Respeitamos a escolha do povo americano. Enviamos nossas felicitações a Biden e a Harris", disse Wenbin a repórteres durante uma coletiva de imprensa regularmente programada. 

O comunicado surge após diversos questionamentos internacionais sobre quando a China iria se manifestar sobre o resultado das eleições nos EUA. Mas o país asiático não foi o último a parabenizar Biden. Um representante do presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse que Moscou prefere esperar até que todos os "processos legais" - os vários processos do presidente Donald Trump relacionados a alegações infundadas de fraude eleitoral em massa - terminem antes de honrar a vitória do democrata. 

Kamala Harris faz história como a primeira mulher negra a se tornar vice-presidente dos EUA
Kamala Harris faz história como a primeira mulher negra a se tornar vice-presidente dos EUA
Kamala Harris faz história como a primeira mulher negra a se tornar vice-presidente dos EUA

Grande parte dos outros líderes mundiais, do Afeganistão à Arábia Saudita, parabenizou Biden. O presidente brasileiro Jair Bolsonaro e o presidente mexicano Andrés Manuel López Obrador, populistas de direita e esquerda, respectivamente, são duas resistências notáveis mundialmente à derrota de Trump. 

Wang não explicou o atraso para a mensagem de parabéns. A mídia chinesa, analistas políticos e algumas autoridades ligadas ao governo central em Pequim expressaram a opinião de que o governo Biden poderia ajudar a redefinir as relações entre Pequim e Washington, que se deterioraram acentuadamente sob o governo Trump em relação ao comércio, a pandemia de Covid-19 e outras questões.

2
Gostei
Haha
Triste
Detestei
Amei
Aff
Gostei
Comentar

+EUA

Sobre o autorMarcos Henderson
Publicitário, músico e, aqui, escrevo sobre o que as diferentes culturas têm a nos dizer. Como artista, celebro a força da arte e conto histórias do entretenimento. Twitter: @marhoscenderson