Filme de terror 'Freaky' lidera bilheteria nos EUA com US$ 3,7 milhões

O terror cômico dirigido por Christopher Landon foi exibido em 2.472 telas na América do Norte
O terror cômico dirigido por Christopher Landon foi exibido em 2.472 telas na América do Norte
PorMarcos Henderson16/11/2020 18h49

O novo filme de terror da Universal Pictures e Blumhouse Productions, "Freaky: No Corpo de Um Assassino", estrelado por Vince Vaughn como um assassino em série selvagem e Kathryn Newton como uma adolescente do ensino médio que inadvertidamente trocou de corpo na sexta-feira 13, lidera a bilheteria nos Estados Unidos após somar US$ 3,7 milhões no final de semana de estreia. 

Trata-se de um resultado atípico em meio ao fechamento de inúmeros cinemas na era do coronavírus, quando o público ainda reluta em ir às salas de exibição, sobretudo com os constantes adiamentos de filmes de grande porte. As poucas vendas de ingressos para "Freaky" já foram o suficiente para mantê-lo na liderança, com exibição em 2.472 telas na América do Norte. No exterior, o longa-metragem arrecadou US $ 1,9 milhão em 20 mercados internacionais, somando US$ 5,6 milhões de bilheteria mundial.

Christopher Landon, que escreveu “Paranoia”, três sequências de “Atividade Paranormal” e dirigiu “Happy Death Day”, assina a direção de "Freaky", que custou US$ 6 milhões para ser feito. “Vai ser muito lucrativo”, disse o analista David A. Gross, que dirige a firma de consultoria de cinema Franchise Entertainment Research. “Com o aumento da pandemia e o fechamento de outros cinemas dos EUA, esta é uma boa abertura.”

Jim Orr, presidente de distribuição doméstica da Universal, disse que "Freaky" deve ter uma vida longa nos cinemas, já que não terá muita competição. Esse foi o caso com muitos lançamentos da era da pandemia. “Ele terá pernas muito mais longas do que o gênero de terror normalmente pode produzir”, disse Orr. Ele elogiou a colaboração do estúdio com Blumhouse, conhecida por fazer thrillers com orçamentos responsáveis. “Christopher Landon tem um toque incrível para esses filmes”, acrescenta Orr. “Ele consegue misturar terror e comédia como nenhum outro.”

Em comparação com os estúdios rivais, a Universal tem sido ativa no lançamento de filmes durante a pandemia, principalmente por causa de um acordo firmado com os cinemas AMC. Normalmente, os filmes são exibidos na tela grande por 75 a 90 dias antes de serem transferidos para os serviços de aluguel digital. Mas sob o novo acordo da Universal e da AMC, o estúdio pode colocar novos filmes em vídeo sob demanda premium em até 17 dias de sua estreia no cinema. Em troca, a AMC, que é a maior rede de cinemas do mundo, promete não boicotar os filmes da Universal e também fica com uma parte dos lucros digitais.

3
Gostei
Haha
Triste
Detestei
Amei
Aff
Gostei
Comentar

+Filme

Sobre o autorMarcos Henderson
Publicitário, músico e, aqui, escrevo sobre o que as diferentes culturas têm a nos dizer. Como artista, celebro a força da arte e conto histórias do entretenimento. Twitter: @marhoscenderson