Diário 24 Horas

Big Hit, responsável pelo BTS, investe US$ 63 milhões na YG Entertainment

O investimento une as agências de BTS e Blackpink em uma parceria inesperada
O investimento une as agências de BTS e Blackpink em uma parceria inesperada
PorMarcos Henderson

A Big Hit Entertainment, empresa de gerenciamento responsável pelo BTS, investirá 70 bilhões de wons sul-coreanos (cerca de US$ 63 milhões) na YG Entertainment, a agência por trás do Blackpink e Treasure. A Big Hit, junto com seu braço de mídia beNX vão investir 30 bilhões e 40 bilhões de wons sul-coreanos respectivamente na YG Plus, dando a eles uma participação combinada de 17,9% na afiliada YG que se concentra na distribuição de música e merchandising.

Espera-se que a YG Plus ajude a Big Hit com as atividades de distribuição e comercialização, enquanto a beNX abrirá sua plataforma de mídia social Weverse e a Weverse Shop para atos da YG Plus.

"Estamos ansiosos para a sinergia que a YG Plus, que tem uma rede poderosa em vários campos, como distribuição e produção de merchandising, e Big Hit e beNX, que são fortes em artistas propriedade intelectual e plataformas”, disse a Big Hit em uma saudação à mudança como uma "parceria estratégica". 

Em anúncio separado, a gigante coreana de buscas na internet e mídia social Naver Corporation disse que vai investir 355 bilhões de wons sul-coreanos (US$ 319 milhões) no beNX, que em breve mudará seu nome para Weverse, sua criação mais notável até hoje.

As mudanças ainda não permitem à Big Hit uma diversificação em relação à forte dependência do BTS. Isso só deverá acontecer quando a empresa estabelecer um estábulo mais amplo de performers por meio de aquisições ou novos lançamentos de sucesso (ou quando o BTS perder força). 

A previsão é que este ano seja particularmente agitado para o lançamento de novas bandas de todas as principais agências. Alguns atos emanarão de programas de talento de TV e outros de programas de gestão de talentos de longo prazo das próprias agências. Em 2021, a Big Hit deve lançar uma boy band voltada para o mercado japonês e também seu primeiro girl group em cerca de nove anos.

+Kpop

Sobre o autorMarcos Henderson
Publicitário, músico e, aqui, escrevo sobre o que as diferentes culturas têm a nos dizer. Como artista, celebro a força da arte e conto histórias do entretenimento. Twitter: @marhoscenderson