Kings of Leon resgata o Rock com o álbum 'When You See Yourself'

O álbum de 11 faixas torna a sonoridade da banda mais complexa do que antes e, felizmente, ainda aposta alto na música orgânica
O álbum de 11 faixas torna a sonoridade da banda mais complexa do que antes e, felizmente, ainda aposta alto na música orgânica
Marcos Henderson
PorMarcos Henderson

Houve um tempo em que guitarras e baixos distorcidos se uniam a uma bateria selvagem e faziam do mundo um palco gigantesco para as frequências do Rock 'n' Roll. Hoje, com a explosão cada vez mais esmagadora da indústria pop, que resume a música mundial em samples padronizados e vocais absurdamente bonitos, torna-se um desafio encontrar novos álbuns que se preocupem em apresentar um trabalho genuinamente original e orgânico. Nesta sexta-feira (5), em meio a inúmeros lançamentos, de Justin Bieber a Drake, o Kings of Leon lança seu mais novo álbum, "When You See Yourself", e mostra que ainda é possível resgatar o Rock das profundezas. 

Logo na abertura do álbum, o grupo apresenta a faíxa-título, "When You See Yourself, Are You Far Away", que até parece tímida de imediato, mas demonstra uma progressão emocionante que transforma a passagem para a segunda faixa, "The Bandit", um acerto sonoro de ouro. Neste álbum, o primeiro do mundo a ser disponibilizado como NFT, é possível ouvir facilmente cada integrante executando suas funções nas músicas, e é a partir da segunda faixa que as guitarras distorcidas se intensificam. A sensação emocionante de ouvir válvulas fritando é rara atualmente. 

A coleção de 11 faixas foi escrita e gravada antes da pandemia, o que elimina quaisquer teorias de que as canções teriam sido inspiradas na situação que continua devastando o planeta. 

Mesmo nas mais enxutas baladas do disco, como "A Wave" e "Claire and Eddie", a proposta central continua agressiva, seja pelas já mencionadas distorções, pelos delays profundos, pelos vocais de Caleb Followill ou pelas linhas precisas de bateria executadas pelo seu irmão, Nathan Followill. Quando você pensa que a faixa será sem graça, as surpresas chegam, e a festa tem início.  

Este que vos fala nunca foi um grande fã de Kings of Leon, sobretudo porque em sua época de surgimento havia uma quantidade incontável de opções musicais no auge, mas é impossível não reconhecer a qualidade do novo álbum da banda. Ouvir as guitarras, o baixo, a bateria e o vocal levemente espetado por overdrive é uma das emoções inexplicáveis que ainda podem nos levar a caminhos totalmente novos de inspiração. 

Ouça o novo álbum do Kings of Leon, "When You See Yourself":