Com boa audiência, The Masked Singer é a fuga certeira aos ex-BBBs na Globo

O novo programa apresentado por Ivete Sangalo é o mais recente acerto da emissora após as críticas ao 'No Limite'
O novo programa apresentado por Ivete Sangalo é o mais recente acerto da emissora após as críticas ao 'No Limite'
Marcos Henderson
PorMarcos Henderson

"Em time que está ganhando, não se mexe". A expressão popularmente utilizada no futebol também pode ser aplicada às estratégias de qualquer ambiente profissional, incluindo a televisão. Para a Globo, o sucesso das duas últimas temporadas do Big Brother Brasil eram motivo para apostar em dobro nos ex-participantes em qualquer atração possível. Não funcionou, e a boa audiência do The Masked Singer Brasil pode sugerir que parte considerável do público estava tentando fugir dos ex-BBBs.

Com exceção de Juliette e Gil do Vigor, que fisgaram uma fatia enorme de publicidades e certamente irão aparecer em suas múltiplas telas por um bom tempo o restante dos participantes não está com essa moral toda para ganhar tantas oportunidades gratuitas na emissora, que criou um programa para Rafa Kalimann, que precisou fazer aulas com fonoaudióloga e de atuação para suprir a ausência de experiência que, por si só, justificariam a não-existência da atração. São muitos "que". 

Um processo muito mais longo até atingir a perfeição, e completamente duvidoso, já que não basta ser ex-BBB para garantir o espetáculo ao público. Em No Limite, com a presença de ex-participantes de várias temporadas do reality que já foi apresentado por Pedro Bial e, hoje, é comandado por Tiago Leifert, a Globo bateu o martelo novamente no mesmo ponto e garantiu uma chuva necessária de críticas que sobraram até pra Andre Marques, que só estava fazendo seu trabalho - contido, para dar espaço aos participantes, aparentemente pouco determinados se fôssemos comparar a completos anônimos em busca da premiação em dinheiro 

No entanto, existe algo nas últimas temporadas do BBB que fez o reality voltar a deslanchar: as celebridades. É nesse ponto que o The Masked Singer Brasil aposta, trazendo as celebridades para um jogo misterioso de adivinhação e cantoria que auxilia o público a fugir dos ex-BBBs, com exceção daqueles citados anteriormente, a exemplo de Gil, que esteve presente na edição da última terça-feira (31). 

O The Masked Singer Brasil registra 21 pontos de média de audiência na Grande São Paulo, e 26 pontos de média no Rio de Janeiro. 

Comentários

O que você achou?