Aos 91 anos, Clint Eastwood ainda impressiona com o filme 'Cry Macho'

O ator repete algumas de suas principais expressões faciais mas dá destaque à própria idade para aprofundar a história de seu personagem
O ator repete algumas de suas principais expressões faciais mas dá destaque à própria idade para aprofundar a história de seu personagem
Marcos Henderson
PorMarcos Henderson

Antes de tudo, é válido ressaltar no início deste artigo que "Cry Macho" pode não ser o maior filme de todos os tempos, e sequer irá chegar perto disso, mas não há como deixar de se impressionar com o desempenho de Clint Eastwood como ator e diretor, aos 91 anos de idade, conduzindo o projeto a um nível suficientemente bom para entrar na lista de opções de seus fãs de longa data. 

Em "Cry Macho", Eastwood interpreta um criador de cavalos arruinado e ex-cavaleiro de rodeio que recebe a tarefa de ir até a Cidade do México para resgatar um menino de 13 anos, Rafael (Eduardo Minnett), e levá-lo de volta ao Texas. De antemão, a história já é esquisita: ele está tirando o menino de sua mãe mexicana rica e trazendo-o para seu pai norte-americano, dono de um rancho).

Com o velho ar de desprezo característico de seus filmes, Clint continua entortando um lado da boca para mostrar que é melhor não tirar sua paciência, mesmo com seus ossos de 9 décadas. No entanto, agora é possível vê-lo com a coluna curvada e cabelos brancos bagunçados do chapéu para entonar sua fase idosa. 

Em "Cry Macho", Eastwood também encara a idade como artifício para aprofundar a complexidade de seu personagem, que ao mesmo tempo que dispara algumas ameaças e até arrisca alguns socos no meio do caminho, tem plena noção de que não pode derrotar um homem furioso mais jovem, a não ser que saque uma espingarda contra os punhos de seu adversário. 

Com roteiro de Nick Schenk, adaptado do romance de N. Richard Nash de 1975, "Cry Macho" é amigável, divertido e estereotipado, ambientado em 1979, depois que Mike Milo (Eastwood) foi despedido por Howard Polk, seu chefe no rancho, interpretado por Dwight Yoakam. Apesar de tudo, Mike deve sua vida a Howard, motivo pelo qual ele atravessa a fronteira para "resgatar" o filho do ex-chefe. 

Comentários

O que você achou?