'Branco e heterossexual', diz Billy Porter sobre Harry Styles na capa da Vogue

A estrela de 'Pose' considera a capa da Vogue com Harry Styles um grande equívoco editorial
A estrela de 'Pose' considera a capa da Vogue com Harry Styles um grande equívoco editorial
Marcos Henderson
PorMarcos Henderson

Billy Porter criticou a Vogue por apresentar Harry Styles de vestido na capa da edição de dezembro de 2020, resumindo a escolha a uma representatividade falha com um homem branco e heterossexual. 

A crítica surgiu durante uma entrevista de Porter ao The Sunday Times, em que ele questiona os elogios à suposta quebra das normas de gênero nas fotos estreladas pelo cantor de 27 anos. "Eu fui o primeiro a fazer isso", disse a estrela de "Pose". "Mudei todo o jogo. Eu. Pessoalmente. Mudou. O. Jogo. Todo. E isso não é ego, é apenas um fato. Fui o primeiro a fazer isso e agora todo mundo está fazendo", prosseguiu Porter. 

“Eu sinto que a indústria da moda me aceitou porque tem que aceitar. Não estou necessariamente convencido e aqui está o porquê”, continuou o ator. "Eu criei a conversa [sobre moda não binária] e ainda assim a Vogue colocou Harry Styles, um homem branco e heterossexual, em um vestido em sua capa pela primeira vez."

Até hoje, Styles nunca chegou a rotular sua sexualidade, mas sempre manteve um discurso em apoio à comunidade LGBTQIA+, além de dizer à Vogue que prefere não "se limitar" quando o assunto é moda. "Eu vou às lojas às vezes e me pego olhando as roupas femininas pensando que são incríveis. É como qualquer coisa - sempre que você coloca barreiras em sua própria vida, está apenas se limitando", disse o astro britânico à revista.

Atualmente, Harry Styles está namorando com Olivia Wilde, mas o relacionamento entre os dois continua sem grandes informações na mídia, apesar de alguns rumores indicarem que o casal está cada vez mais íntimo.