Sidney, ex-vocalista do Calcinha Preta, é encontrado morto em casa

O cantor que fazia dupla com Luciana Linhares no início da banda foi esfaqueado na casa onde morava, em Sergipe
O cantor que fazia dupla com Luciana Linhares no início da banda foi esfaqueado na casa onde morava, em Sergipe
Marcos Henderson
PorMarcos Henderson

José Aparecido da Silva, mais conhecido como Sidney, ex-vocalista da banda Calcinha Preta, foi encontrado morto na casa onde morava, no Bairro Parque dos Faróis, em Nossa Senhora do Socorro, Sergipe, na última quinta-feira (4). De acordo com informações preliminares da polícia, há indícios de que o artista tenha sido esfaqueado, mas não se sabe até o momento o motivo do crime. 

De acordo com uma nota de esclarecimento divulgada pela Secretaria de Segurança Pública, uma testemunha encontrou a vítima no chão ao chegar no local, onde era possível notar um cenário que propiciava a hipótese de confronto físico. Ao dar entrada no Instituto Médico Legal, o corpo de Sidney foi analisado até que foi constatado uso de arma branca como principal instrumento responsável pela morte. 

Complementando o laudo fornecido pelo IML, a polícia recolheu uma faca que estava jogada no cômodo onde o cantor foi encontrado morto. Até o fechamento desta matéria, nenhuma prisão foi efetuada, já que a polícia segue buscando informações concretas sobre os últimos envolvimentos de Sidney até a ocorrência do esfaqueamento, que pode ter sido motivado por inúmeros fatores. 

Sidney adquiriu reconhecimento nacional ao se tornar o primeiro vocalista da banda Calcinha Preta, formada em 1995 na capital de Sergipe. Na época, ele se juntou a Luciana Linhares como uma dupla de cantores no grupo. Após a divulgação da notícia, Luciana utilizou as redes sociais para lamentar a perda do amigo. "Que Deus, meu amigo, lhe dê descanso eterno", escreveu a vocalista.