Diário 24 Horas

Netflix e HBO Max entram em guerra e o público sai ganhando

Plataformas de streaming buscam meios para atrair o seu público

Stranger Things e Liga da Justiça são alguns dos conteúdos exclusivos das plataformas. Fonte: Reprodução/YouTube
Stranger Things e Liga da Justiça são alguns dos conteúdos exclusivos das plataformas. Fonte: Reprodução/YouTube
Lucian Omori
PorLucian Omori

Recentemente, a Netflix divulgou que teve uma baixa de mais de 200 mil assinantes no primeiro trimestre de 2022, e ainda espera perder mais 2 milhões ao longo do segundo semestre. Enquanto isso, a HBO e HBO Max reportaram que houve um aumento de mais de 3 milhões de assinantes no mesmo período. A concorrência entre as empresas parece estar pegando fogo, e no fim quem se beneficia de tudo isso é o usuário final.

As análises da provável causa para tantas perdas de assinantes da Netflix apontam para o aumento do valor de sua assinatura ao longo do último ano, o que assustou a todos, pois se tornou o serviço de streaming mais caro atualmente. Por outro lado, em 2021, a HBO lançou o seu serviço de streaming HBO Max, com um valor bastante competitivo e com um grande catálogo de conteúdos para serem consumidas, já que envolvem as produções da Warner Bros. e da própria HBO, o que gerou um grande interesse do público.

Netflix e HBO Max entram em guerra por assinantes. Fonte: Divulgação
Netflix e HBO Max entram em guerra por assinantes. Fonte: Divulgação
Netflix e HBO Max entram em guerra por assinantes. Fonte: Divulgação

Com esse aumento de valores, acaba se tornando inviável para muitos usuários continuarem sua assinatura, ainda mais com tantos serviços disponíveis e preços mais atrativos. A Netflix parece já estar correndo atrás do prejuízo ao anunciar uma opção de assinatura contendo anúncios durante o streaming. Essa queda de assinantes indica o fim da hegemonia da plataforma, já que houve um tempo onde ela reinava sozinha na área, e o público não tinha tantas opções para escolher. 

Com os preços ficando mais competitivos, as empresas também terão que buscar outros meios para atrair assinantes, seja através de conteúdos exclusivos ou preços cada vez mais baixos. No fim de tudo, quem se beneficia com a guerra das plataformas é o grande público, já que terá conteúdos e valores atrativos para o seu bolso.

ComentáriosO que você achou?
Tecnologia
Últimas