Lista Fortes: Claro e objetivo, Caco Ciocler convoca doações de empresários

Ator defende sua proposta de maneira simples e convincente, sem atacar lado apático da classe empresarial.
Ator defende sua proposta de maneira simples e convincente, sem atacar lado apático da classe empresarial.
PorMarcos Henderson15/04/2020 15h07

Motivado a agir contra os descasos empresariais em meio à pandemia do novo coronavírus, Caco Ciocler criou a Lista Fortes após se revoltar com o absurdo propagado por alguns donos de grandes companhias que saíram em defesa da reabertura integral das atividades comerciais, mesmo com as recomendações contrárias de especialistas da saúde e autoridades internacionais, incluindo a Organização Mundial da Saúde (OMS). 

A falta de empatia dos empregadores não é generalizada, obviamente, e exatamente por isso o ator tomou a iniciativa de juntar doações daqueles que obtiveram lucro em seus negócios aos hospitais de campanha, para compra e envio de cestas básicas, entre outros pontos de alta necessidade no país. A Lista Fortes, uma clara alusão à Lista Forbes, que lista as pessoas mais ricas do mundo, convoca empresas a doarem 1% do lucro, e Ciocler utiliza-se de discursos objetivos e claros para se comunicar com os possíveis compradores da causa, sem necessariamente atacar o lado apático da classe. 

Leia mais: Porto Seguro adere ao manifesto "Não Demita" e oferece 65 vagas de emprego.

Em vídeo de um minuto publicado na última terça-feira (14), o cineasta verbaliza sem enrolações. "Olá empresário. O lucro da sua empresa é resultado, sim, do seu trabalho, do seu esforço, dos seus investimentos, da sua coragem, dos riscos que você topou correr e da sua gestão, mas aí é também resultado do trabalho dos seus trabalhadores e dos consumidores que compram os seus produtos", dispara no início do diálogo, abrindo espaço para as informações mais precisas sobre a porcentagem da doação. 

"Caso sua empresa, seja ela do tamanho que for, tenha tido lucro líquido em 2019, se você toparia ficar com 99% desse lucro, mas destinar 1% dele pra socorrer justamente os trabalhadores e os consumidores da sua empresa. Com isso você vai entrar pra Lista Fortes Brasil, a gente vai divulgar sua doação pra toda a sociedade brasileira, que, em retribuição, poderá dar preferência aos seus produtos e te ajudar na crise quando essa pandemia terminar", finalizou Ciocler, que garantiu a doação de R$ 50 milhões, 1% do lucro da Votorantim, como adicional ao investimento social anual para autoridades, entidades e instituições de saúde na compra de equipamentos de suporte hospitalar, como respiradores, máscaras e testes. O Atelier Lucas Shirts também aparece na Lista Fortes, com doação de R$ 14.035 (9,75% do lucro), seguido pela Schfiguer Produções Artísticas, que doou R$ 2.962 (2,26% do lucro). 

+Lista Fortes

Comentários

Sobre o autorMarcos Henderson
Publicitário, músico e, aqui, escrevo sobre o que as diferentes culturas têm a nos dizer. Como artista, celebro a força da arte e conto histórias do entretenimento. Twitter: @marhoscenderson