Em novo "Fireside Session", Neil Young faz show para galinhas

'Barnyard Edition' trouxe o músico em um set acústico intimista, cercado de galinhas.
'Barnyard Edition' trouxe o músico em um set acústico intimista, cercado de galinhas.
PorCarol Souza20/05/2020 17h53

Foram necessárias quatro "Fireside Sessions", mas Neil Young aparentemente se cansou de todas as fogueiras e lareiras de sua casa no Colorado. Para a última apresentação de sua série de performances de quarentena, Old Shakey levou o show pela estrada - ou pelo menos para o outro lado da propriedade - para uma edição especial, a "Barnyard Edition".

Mais uma vez dirigida por sua esposa, a atriz Daryl Hannah, a performance contou com participações que só podemos chamar de inusitadas: um monte de galinhas e - se você ficar de olho - pelo menos um pato-real.

O set da apresentação começa com Young tocando "Tumbleweed", do álbum "Storytone", de 2014, no ukulele, enquanto um lhama chamado Lazlo e um cavalo pastam próximos dele.

Mudando de lugar, o músico se reúne com as galinhas como seu público presente para dedilhar "Homegrown", a faixa-título de seu álbum inédito de 1975, "Homegrown", que finalmente será lançado em 19 de junho, conforme confirmado dias atrás pelo próprio Young.

Intercalando com algumas músicas improvisadas para apaziguar seu público emplumado, Young também toca a faixa-título do clássico "Harvest", de 1972, a faixa "Old Man" do mesmo álbum, e a faixa-título do seu segundo álbum de 1969, "Everybody Knows This is Nowhere".

Todo o conjunto, de pouco menos de meia hora, termina com uma versão de "War of Man", realizado em silhueta na porta do celeiro. A apresentação completa está disponível e pode ser assistida no portal "Neil Young Archives".

Como citado acima, 45 anos após a gravação "Homegrown" finalmente teve seu lançamento confirmado para o próximo mês. E antecipando a chegada do álbum, Young recentemente divulgou o single "Try", que você confere abaixo:

Gostei
Haha
Triste
Detestei
Amei
Aff
Gostei
Comentar

+Neil Young

Sobre o autorCarol Souza
Amante do cinema, dos livros e apaixonadíssima pelo bom e velho rock n'roll. Amo escrever e escrevo sobre o que amo. Ativista da causa feminista e bebedora de café profissional. Instagram: @barbooosa.carol