Bolsonaro diz que tomará 'medidas legais' para proteger Constituição em postagens nas redes sociais

Ao todo, o presidente publicou 10 tweets sobre seu governo e um possível autoritarismo
Ao todo, o presidente publicou 10 tweets sobre seu governo e um possível autoritarismo
PorBruna Pinheiro17/06/2020 13h15

Na noite de terça-feira (16), o presidente Jair Bolsonaro foi as suas redes sociais falar sobre as ações do governo e sobre as atitudes do STF após prender e investigar alguns dos apoiadores do governo pela manhã. Vários analistas observaram que o presidente se colocou no lugar de vítima, de perseguição por suas atitudes e de sua base de apoio.

A utilização do termo "até agora", também foi altamente criticado por opositores, informando que Bolsonaro deu a entender que, apesar de todas as atitudes tomadas até o momento que são consideradas antidemocráticas, o governo ainda não atuou com autoritarismo, podendo vir a acontecer.

Apesar de não citar diretamente, o presidente parece referir-se às investigações de manifestações antidemocráticas e inconstitucionais protagonizadas por seus apoiadores. A série de mensagens aponta "abusos", "violação de direitos" e "ataques concretos" ao governo. 

Ao todo, dez deputados e um senador bolsonaristas tiveram os sigilos bancários quebrados por determinação do ministro Alexandre de Moraes, do STF. No mês de maio, outros apoiadores também foram alvos da investigação que apura a disseminação de fake news, além de ameaças a ministros do STF. O presidente cobrou em sua postagem  "respeito e a harmonia entre os poderes".

+Bolsonaro

Comentários

Sobre o autorBruna Pinheiro
Internacionalista. Escrevo hoje sobre política, economia, filmes e séries. Adoro viajar e comer (não necessariamente nessa ordem). Segue lá @bpinheiro1