Urgente! Demissão de Weintraub do Ministério da Educação é esperada para esta quinta (18)

Weintraub deve ser realocado para outra função ligada ao governo de Bolsonaro.
Weintraub deve ser realocado para outra função ligada ao governo de Bolsonaro.
PorKelly Lima17/06/2020 23h56

O governo de Jair Bolsonaro é de longe um dos mais instáveis já visto na história do Brasil. Os ministérios vivem em situação de calamidade, após várias trocas de ministros, que um após o outro são dispensados pelo presidente ou simplesmente pulam do barco, como fez Moro. Dentre todos os escolhidos pelo governante do executivo, Abraham Weintraub é de longe um dos mais polêmicos, sempre falando o que lhe viesse à cabeça, sem ao menos se preocupar se viria a responder por suas palavras. Bom, tudo indica que a casa finalmente caiu para o ministro da educação, que deve ter sua demissão oficializada nesta quinta-feira, 18.

De acordo com informações da Folha de S. Paulo, a saída do ministro é esperada pelos seus assessores mais próximos. Espera-se somente o comunicado, que deve ser feito pelo presidente. Após muitos momentos conturbados, falas que complicaram relações diplomáticas com outros países, ataques contra outras instâncias do governo, que culminaram em investigações e até rumores de uma possível futura prisão, não haveria como manter Abraham Weintraub à frente do MEC.

Alguns deputados bolsonaristas já teriam adiantado que o ministro e o presidente teriam se encontrado nesta quarta, 17, e se despedido. Com isso, Bolsonaro viria a fazer um vídeo para ser exibido à nação oficializando a saída e informando que mesmo o retirando do Ministério da Educação, Weintraub não estaria abandonando o governo, pelo contrário, conta-se que ele será indicado para trabalhar no Banco Mundial, em Washington, o livrando assim das investidas dos ministros do STF, a quem havia chamado de “vagabundos” durante uma reunião ministerial.

Mandar o ministro para o exterior, então, seria a forma mais eficiente de Bolsonaro salvá-lo da possível ordem de prisão expedida por Alexandre de Moraes e ao mesmo tempo ocupar um cargo que está vago desde o mês passado. A notícia, por sua vez, mesmo ainda não oficializada, está mexendo com os apoiadores do governo, que correram para as redes sociais para expressar seu total apoio a Abraham Weintraub. e lamentar a saída de um dos ministros mais feroz do primeiro escalão do atual governo.

+Abraham Weintraub

Comentários

Sobre o autorKelly Lima
Web designer por curiosidade, Desenhista por amor, Gestora de RH por teimosia, acadêmica de Geografia por sorte e redatora nas horas vagas. Twiiter: Kelly Nivelly (@KNivelly)