Autores abandonam agência de JK Rowling após comentários transfóbicos da criadora de Harry Potter

 Tweets transfóbicos de JK ainda estão repercutindo e trazendo prejuízos para a agência da escritora
Tweets transfóbicos de JK ainda estão repercutindo e trazendo prejuízos para a agência da escritora
PorKelly Lima23/06/2020 19h45

JK Rowling deu o que falar no início deste mês, quando fez algumas declarações transfóbicas, em sua conta no Twitter. Na ocasião, a criadora de Harry Potter foi extremamente criticada, não só pelos fãs, que ficaram decepcionados com a postura da mesma, mas por muitos artistas, incluindo parte do elenco que deu vida aos personagens dos livros no cinema. Infelizmente, para ela, a repercussão de suas palavras reverberam e lhe tem trazido algumas consequências nada agradáveis. Recentemente, quatro autores que faziam parte de sua agência pediram rescisão do contrato.   

Os escritores não esconderam sua insatisfação com os comentários feitos por Rowling e diante da falta de posicionamento da Blair Partnership, que se absteve no caso, provavelmente para não se indispor publicamente com sua mais famosa autora, optaram por cortar qualquer ligação com a empresa e com JK. 

Drew Davies, Fox Fisher, Ugla Stefanía Kristjönudóttir e um quarto autor que não se identificou divulgaram um comunicado conjunto, onde explicam de forma clara e objetiva o motivo da saída. “A liberdade de expressão só pode ser mantida se as desigualdades estruturais que impedem a igualdade de oportunidades para grupos sub-representados forem desafiadas e alteradas", escreveram.

Na época da polêmica, JK Rowling chegou a escrever em seu blog uma extensa carta aberta explicando seu posicionamento, que não é recente, levando em conta outros momentos pelos quais ela já foi criticada pela comunidade LGBT+. Contudo, não foi muito convincente em seus argumentos, não melhorando em nada a relação com o público. 

Daniel Radcliffe, Rupert Grint demonstraram seu apoio às pessoas trans, assim como Emma Watson, que é ativista e defensora dos direitos humanos. Mesmo não criticando diretamente a escritora, com quem possuem um certo grau de amizade, não se abstiveram de demonstrar solidariedade aos que foram atingidos pelos comentários transfóbicos da autora britânica, na época.

+J.K. Rowling

0
2
0
Sobre o autorKelly Lima
Web designer por curiosidade, Desenhista por amor, Gestora de RH por teimosia, acadêmica de Geografia por sorte e redatora nas horas vagas. Twiiter: Kelly Nivelly (@KNivelly)