Caribe é atingido por nuvem de areia vinda do deserto do Saara

 A paisagem do Caribe foi totalmente transformada pela ação do fenômeno natural.
A paisagem do Caribe foi totalmente transformada pela ação do fenômeno natural.
PorKelly Lima24/06/2020 17h53

Parece que estamos vivendo um enredo de filme apocalíptico, onde aos poucos o planeta tenta se livrar de todos os seres humanos, que por longos séculos o explorou de forma voraz. Primeiro, a pandemia de coronavírus, que até o momento não foi completamente controlada e vem ceifando diversas vidas. Segundo, as catástrofes naturais, uma atrás da outra, o terremoto no México, praga de gafanhotos se alastrando pela América do Sul, inclusive se aproximando do Brasil e mais recentemente uma nuvem de areia que se deslocou do deserto do Saara até o Caribe, causando transtornos e muita preocupação a população local.

O evento não é novo, é comum que os fortes ventos quentes do deserto levantem areia, principalmente nesta época do ano, e a carreguem por vários e vários quilômetros, inclusive atravessando o Oceano Atlântico e alcançando outros continentes, como o americano. Contudo, a nuvem que se deslocou até o Caribe gerou estranheza até para os que já conheciam o fenômeno natural.

Essa é a nuvem de areia mais densa vista em meio século na região.
Essa é a nuvem de areia mais densa vista em meio século na região.
Essa é a nuvem de areia mais densa vista em meio século na região.

O pó transformou totalmente a paisagem da região, que viu seu límpido céu tomar uma aparência pouco atraente, com uma névoa de aparência marrom-leitosa, pouco a agradável de se ver. As mudanças não foram somente visuais, por conta da quantidade de resíduos, as autoridades alertaram a população para redobrar os cuidados com a saúde, já que a nuvem de areia reduziu a qualidade do ar, o tornando insalubre, o que pode gerar sérios problemas respiratórios.

Com isso, a recomendação é que a população permaneça em casa ou use sempre máscaras, a fim de evitar transtornos na saúde, principalmente pelo fato do pó conter pequenos elementos minerais, que podem gerar patologias no trato respiratório. Além do problema com a qualidade do ar, a densa nuvem de areia gera baixa visibilidade, o que pode acarretar em acidentes para quem se arrisca nas ruas ou no mar.

Esta é a nuvem de areia mais densa já registrada na área em pelo menos meio século. O leste do Caribe foi completamente atingido ainda no fim de semana, porém, o fenômeno se alastrou para outros cantos atingindo a Ilha de São Domingos, Jamaica, Porto Rico e Cuba, sem dar indícios de que de trégua. Nesse ritmo, segundo meteorologistas, a névoa do deserto não tarda a atingir o oeste da América Central e Sul dos Estados Unidos.

+Internacional

0
1
1
Sobre o autorKelly Lima
Web designer por curiosidade, Desenhista por amor, Gestora de RH por teimosia, acadêmica de Geografia por sorte e redatora nas horas vagas. Twiiter: Kelly Nivelly (@KNivelly)