Segundo Universidade Johns Hopkins, casos de novo coronavírus no mundo passam de 9 milhões

O Brasil continua como o segundo em número de infectados e de mortes
O Brasil continua como o segundo em número de infectados e de mortes
PorBruna Pinheiro22/06/2020 19h07

A Universidade Johns Hopkins está realizando desde o início da pandemia o monitoramento de casos de COVID-19 no mundo, já tendo que inclusive retirar momentaneamente o Brasil de sua análise após a mudança da disponibilização de dados pelo Ministério da Saúde. Agora, com o avanço da doença na América Latina, o universidade aponta que os casos da doença no mundo já chegam a 9 milhões.

Os dados do estudo da Universidade Johns Hopkins são atualizados com os números fornecidos pelo Ministério da Saúde
Os dados do estudo da Universidade Johns Hopkins são atualizados com os números fornecidos pelo Ministério da Saúde
Os dados do estudo da Universidade Johns Hopkins são atualizados com os números fornecidos pelo Ministério da Saúde

Os dados também mostram que o total de mortes pela Covid-19 passa de 469 mil, sendo o Brasil o segundo país com mais diagnósticos da doença, e o segundo com mais mortes, em números absolutos, atrás somente dos Estados Unidos. Até às 13h desta segunda-feira (22), de acordo com o levantamento do Consórcio da Imprensa, o Brasil registra 50.737 mortes e 1.090.349 casos confirmados, liderando o número de casos na América Latina.

Aqui se passaram pouco mais de 3 meses desde a confirmação da primeira morte de COVID-19, e algumas cidades já retomam as suas atividades de maneira parcial, seguindo o critério de utilização de máscaras e na tentativa de manter de maneira voluntária o distanciamento social. Em 24 horas, o país registrou 601 novas mortes e pouco mais de 4 mil novos casos da doença.

Brasil e Estados Unidos são os únicos a registrar mais de 1 milhão de casos confirmados e respondem por mais de um terço de todos os registros de infectados pelo vírus: EUA com 25,45% do total de casos e Brasil com 12,02% do total de casos, levando em consideração os dados obtidos até às 13h (Horário de Brasília).

+Coronavírus

Comentários

Sobre o autorBruna Pinheiro
Internacionalista. Escrevo hoje sobre política, economia, filmes e séries. Adoro viajar e comer (não necessariamente nessa ordem). Segue lá @bpinheiro1