Auxílio Emergencial: Bolsonaro prorroga benefício por 2 meses

Beneficiários receberão mais R$ 1.200 no encerramento do projeto de ajuda do governo
Beneficiários receberão mais R$ 1.200 no encerramento do projeto de ajuda do governo
PorMarcos Henderson01/07/2020 09h57

O auxílio emergencial, destinado a trabalhadores informais e beneficiários do Bolsa Família, foi prorrogado pelo presidente Jair Bolsonaro. O decreto 10.412 foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (1º) e garante a extensão do benefício de R$ 600 por mais 2 meses, totalizando R$ 1.200 para cada contemplado. A ação corresponde ao anúncio feito por Paulo Guedes na última terça-feira (30), quando confirmou a prorrogação da ajuda do governo.

De acordo com o ministro da Economia, os pagamentos podem ser divididos em fatias menores em cada mês, com 2 pagamentos mensais, sendo R$ 500 no início do penúltimo mês; R$ 100 no fim do penúltimo mês; R$ 300 no início do último mês; e R$ 300 no fim do último mês. Apesar da divisão de valores apontada por Guedes, o decreto não especifica esses detalhes, resumindo-se a informar que a cada mês será paga uma parcela do auxílio, que corresponde aos R$ 600 fechados. 

Após cerimônia no Palácio do Planalto em que Bolsonaro assinou o decreto diante dos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), além de parlamentares e convidados, o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, afirmou que o cronograma oficial das novas parcelas será divulgado em breve, pois apesar de estar pronto, ainda aguarda por autorização de Guedes para o anúncio público.

Além disso, vale ressaltar que o decreto também confirmou o fim das solicitações para o auxílio a partir da próxima quinta-feira (2). "A partir desse dia, o cadastramento estará fechado e todas as pessoas que estão em análise pela Dataprev terão uma resposta. Todas as pessoas que se cadastrarem e forem validadas receberão todas as parcelas. Mesmo que sejam aprovadas lá pro meio de julho, receberão as três parcelas", disse Guimarães. 

+Auxílio Emergencial

Sobre o autorMarcos Henderson
Publicitário, músico e, aqui, escrevo sobre o que as diferentes culturas têm a nos dizer. Como artista, celebro a força da arte e conto histórias do entretenimento. Twitter: @marhoscenderson